Home / Bahia e Salvador Guia de Turismo / Costa do Dendê / Maraú que mantém o mesmo ritmo de vida que antigamente

 

Mapa Baia de CamamuMaraú situada no lado da península voltada para a baía, nas margens do Rio Maraú, longe das praias e dos turistas, a cidadezinha de Maraú mantém o mesmo ritmo de vida que antigamente.

De difícil acesso por carro, a sede do município é uma vila de pescadores com gente acolhedor e ruas e casas antigas que valem uma visita.

A península de Maraú, extensão das maravilhas da Costa do Dendê, é pontilhada de recantos paradisíacos. Possui manguezais. dunas, cachoeiras, 40 km de praias, lagoas fluviais e piscinas naturais formadas pelos recifes de corais.

Habitada principalmente por pescadores, a região tem como fonte de renda adicional a produção de dendê, cravo, pupunha, cacau, guaraná e pimenta-do-reino. A instalação de resorls alavancou o turismo.

Fundada pelos padres capuchinhos em 1705, no local onde ficava a aldeia indígena de Mayrahú, a pequena Maraú conservou alguns de seus antigos edifícios. Do mirante da cidade alta. a vista do estuário do rio Maraú é belíssima. De lá se pode ver o ancoradouro e toda a cidade baixa.

Como a maioria dos visitantes chega de barco, a infra-estrutura turística se concentra no povoado de Barra Grande, onde fica o porto.

HISTÓRIA – Maraú originou-se de um povoado fundado em 1705 por frades capuchinhos italianos que se instalaram numa aldeia de índios denominada “Mayrahú”. Não se sabe a época do desaparecimento da tribo indígena e nem a que ramo pertencia.
Em 1717 o distrito de Mayrahú foi criado e a capela construída pelos frades foi elevada à categoria de freguesia, com o nome de “São Sebastião de Mayrahú”, pelo arcebispo D. Sebastião Monteiro da Vide. A freguesia foi elevada à categoria de vila em 17 de junho de 1761. Em 30 de março de 1938 a vila foi elevada à categoria de cidade e ganhou o nome atual de “Maraú”.
Em 1860, a Inglaterra ganhou uma concorrência para a instalação de uma usina de destilação de querosene em Maraú. A usina funcionou durante 4 anos nas margens do rio Maraú. Empregava cerca de 500 operários e possuía uma estrada de ferro interna com duas locomotivas. Além de querosene, fabricava velas de espermacete, sabão, ácido sulfúrico e papel encerado para alimentos. As ruínas da fábrica e os trilhos da ferrovia permaneceram até hoje.

O RIO MARAÚA – cidade de Maraú é um ótimo ponto de partida para explorar o Rio Maraú, nome do braço da Baía de Camamu que se extende por dezenas de quilômetros em direção ao sul, separando a península do continente. Pouco procurado pela maioria dos turistas que prefere as praias, o Rio Maraú esconde paisagens belíssimas, manguezais, matas e cachoeiras.
TREMEMBÉ- Subindo o Rio Maraú se chega a Tremembé, pequena vila de pescadores onde até recentemente só era possível ir de barco. Com a construção da rodovia BA-001, agora é possível ir de carro. A grande atração do lugar é uma grande cachoeira que cai diretamente nas águas da baía (foto). Vale a pena passar um momento no povoado de Tremembé e conhecer a simpatia dos seus habitantes.

 Praia do Goió Na Ilha do Goió. Reta, com ondas fracas, areia clara e solta, coqueiros e Mata Atlântica. Tem casas de veraneio. Fica a 1h de barco de Camamu.

 

Praia da Ilha do Campinho – Com características semelhantes às outras, possui uma vila de pescadores (1h de barco de Camamu).

 

Praia de Barra Grande Voltada para a Baía de Camamu, é reta, com areia clara e Mata Atlântica. Tem um vilarejo e algumas casas de veraneio. Fica a 1h30 de barco (há uma linha regular) de Camamu.

 

Praia dos Três Coqueiros Já em mar aberto, com areia grossa e amarelada e ondas relativamente fortes. Tem coqueiros nativos e algumas casas de veraneio. Daí para baixo vem uma sucessão (40 km) de praias interligadas, que podem ser percorridas de bugue ou de moto (da Ponta do Mutá até a do Pontal). Ao norte tem pousada com restaurante e camping.

 

Praia Taipus de Fora - Maraú - Bahia

Praia Taipus de Fora

Praia Taipus de Fora Possui uma grande piscina natural – 1km de extensão por 500 m de largura cercada de corais e cheia de peixes.

 

Praia Cassange A areia amarelada é mais fofa que nas outras, tem coqueiros e ondas fracas.

Praia Cassange - Maraú - Bahia

Praia Cassange

 

Praia Saquaíra Reta, com ondas fracas. coqueiros ao fundo e um vilarejo. Tem pousadas. Perto dela está a Lagoa de Cassange, boa para banhos e esportes a vela. Pode ser atingida de barco – 1h40 de Camamu – ou por terra (Ubaitaba-Maraú-Saquaíra).

 

Praia Algodões Têm areia amarelada e ondas fracas. Em Arandi, na maré baixa forma piscinas naturais. É possível alugar jangadas.

 

Praia Piracanga Tem ondas um pouco mais fortes que as outras e areia amarelada. E a última praia de Maraú, já na divisa com Itacaré.

Bahia.ws é o maior guia de turismo e viagem da Bahia e Salvador.

Guia de Turismo e Viagem de Maraú na Bahia

 
 

Deixe uma resposta

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: