Home / Nordeste Guia Turismo / Piauí / Guia de Turismo e Viagem do Piauí

 
Opala Piauí

Opala

Piauí soma singularidades. É o único estado nordestino cuja capital, Teresina, não é banhada pelo mar. Mais: ao contrário do que ocorreu no restante do Nordeste, seu território começou a ser ocupado pelo sertão.

O estado tem, aliás, a menor faixa litorânea da região – 66 quilômetros.

A colonização do Piauí (“rio de piaus”, em tupi, referência a um peixe abundante no estado) deu-se pela ação de desbravadores que, no século XVII , partiam da Bahia e de Pernambuco em busca de novas pastagens. A cidade de Oeiras é testemunha desse período.

Outras vilas surgiram, e o rio Parnaíba, segundo maior do Nordeste, foi o elo de ligação entre elas, ajudando a prosperar cidades atuais como Floriano, Amarante e Teresina, capital a partir de 1852.

O Parnaíba, carinhosamente conhecido como Velho Monge, nasce na serra das Mangabeiras, na divisa com Tocantins e Bahia, e segue por 1480 quilômetros até atingir o Atlântico.

O ponto em que deságua forma o delta do Parnaíba, o maior das Américas e um dos trechos mais interessantes do litoral brasileiro. As terras quentes e áridas do sertão piauiense reservam magníficas surpresas, tais como a formação rochosa do Parque Nacional de Sete Cidades e os paredões reluzentes do Parque Nacional da Serra das Confusões.

A maior preciosidade, contudo, é o conjunto de inscrições rupestres situado no Parque Nacional Serra da Capivara, declarado patrimôno cultural da humanidade pela Unesco em 1991. A simpática Teresina é uma das portas de entrada para as atrações do Piauí.

Mapa Piauí

O acesso por Petrolina, em Pernambuco, é indicado para ir a São Raimundo Nonato, ponto de apoio para visitantes da serra da Capivara e da serra das Confusões. Chega-se, também, pelo delta do Parnaíba.

DESTAQUES NO PIAUÍ

• Os roteiros culturais de Teresina.
• As rochas esculpidas pela natureza no Parque Nacional de Sete Cidades.
• O Parque Nacional da Serra da Capivara, guardião do maior conjunto de pinturas rupesrres no mundo.
• As formações rochosas na Serra das Confusões.
• Os manguezais, dunas e praias formados pelo delta do rio Parnaiba.

QUANDO IR AO PIAUÍ

• Em qualquer época, se a idéia for conhecer o delta do Parnaíba. De dezembro a março há mais oferta de passeios de barco.
• Entre dezembro e maio, para ir aos parques da serra da Capivara, de Sete Cidades e das Confusões, recobertos de verde. Porém as trilhas são mais difíceis.
• De maio a novembro, para conhecer a seca, pois a caatinga perde as folhas e se observa melhor a fauna local.

Guia de Turismo e Viagem do Piauí

 
 

Deixe uma resposta

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: