Home / Nordeste Guia Turismo / Sergipe / Praias do Litoral Sul de Sergipe

 
Praia do Saco

Praia do Saco

O litoral sul de Sergipe oferece belas praias com dunas de areias brancas, lagoas e coqueirais e entre as mais visitadas estão Caueira, Abaís e Saco. Na praia do Saco, após cruzar os rios Piquitinga e Real, chega-se à famosa Mangue Seco.

Esta região é conhecida como Costa das Dunas e foi o primeiro local visitado pelos jesuítas na colonização do Estado. O ano da chegada, 1575, é lembrado em um marco às margens do rio Real.

Praias do litoral sul de Sergipe têm águas transparentes e tranquilidade e é possível mergulhar na água quente das praias mais famosas do estado.  Vilas dos pescadores oferecem sossego e pratos típicos aos visitantes.

Saindo de Aracaju, são 60 quilômetros até o destino, no litoral sul de Sergipe. As praias e vilarejos têm em comum a tranquilidade ideal para quem deseja apenas relaxar e curtir a natureza.

Terra Caída é uma comunidade de pescadores, onde dá para tomar banho de rio a qualquer hora do dia, mesmo na maré cheia. A poucos quilômetros está Pontal, outro vilarejo com coqueiros à beira mar, que é uma espécie de terminal marítimo.

Na programação dos turistas que chegam ao local está um passeio em um barco tipo escuna. São cerca de 40 minutos para conhecer as belezas naturais desse pedaço de Sergipe.

Pelo caminho das águas, chamam a atenção os extensos manguezais preservados nas duas margens do rio Piauí.

Quando a maré está baixa é possível caminhar nos manguezais e ver de perto a morada de muitos crustáceos. No meio das raízes entrelaçadas vive o aratu, um bichinho que faz muito sucesso nos restaurantes da região.

Caranguejo Aratú

Caranguejo Aratú

O aratu é o primo do caranguejo. Desconfiado e difícil de ser capturado, tem uma carne valorizada, de sabor mais suave. Com ela se faz um catado que é uma das delícias da cozinha local.

De volta à estrada, a 8 quilômetros fica a Praia do Saco, uma enseada de areia fina, com mar calmo, onde a temperatura da água chega perto dos 30°C a maior parte do ano.

Com diárias a partir de R$ 180, o casal pode se hospedar na beira do mar, em pousadas com apartamentos e chalés. A praia também tem dunas douradas que podem ser visitadas de buggy. O aluguel para quatro pessoas custa R$ 80.

Pagando mais R$ 50, vale muito a pena esticar o passeio até a Ponta do Saco, uma praia paradisíaca, sem ondas e ainda pouco explorada.

A água na Ponta do Saco é transparente e morna, irresistível. É daqueles lugares que dá vontade de ficar sempre um pouquinho mais. Também tem a mordomia de um bar flutuante, para comer e beber entre um mergulho e outro.

Caranguejo Aratú ou aratu-vermelho (Goniopsis cruentata, Latreille, 1803) é uma espécie de caranguejo de porte médio, carapaça escura e coloração vermelha nas patas com pequenas manchas brancas, pertencente ao gênero Goniopsis.

Habita o Atlântico Ocidental, o que inclui Bermudas, Flórida, Golfo do México, Antilhas, Guianas e Brasil (no arquipélago de Fernando de Noronha, e do Pará até Santa Catarina), num padrão de distribuição contínuo. Alimenta-se de animais em decomposição, frutas e plantas do manguezal.

No Brasil, recebe também os nomes de aratu, aratu-do-mangue (na Região Nordeste do Brasil) e maria-mulata (na Região Sudeste do Brasil).

Praia do Saco no litoral sul de Sergipe

Praia do Saco em Sergipe é opção para quem busca tranquilidade em Sergipe

A Praia do Saco é dividida em duas e, durante a semana na baixa temporada, ambas são quase desertas. Já nos finais de semana ou feriados, a primeira parte da praia, localizada à esquerda, tem mais movimento devido à infra-estrutura oferecida aos turistas.

Rústicos quiosques dos moradores locais servem pratos típicos e porções para os visitantes com preço médio de R$ 20.

Para quem busca mais sossego, a segunda parte da praia é mais recomendada. Com apenas um quiosque, é o lado mais deserto. Além das belas paisagens naturais, temos entre as poucas, mas luxuosas, casas à beira-mar, uma capela construída em 1938, que está fechada.

Segundo moradora local, o bispo da cidade de Estância retirou os santos com medo de que o mar avançasse na capela. O local abrigava as imagens de Nossa Senhora da Boa Viagem e de Jesus de Boa Viagem, padroeiros do povoado.

Na linha do horizonte, avista-se Mangue Seco, a última praia do norte do estado da Bahia. As belezas desta praia foram mostradas em 1989, na novela “Tieta”, adaptação do romance “Tieta do Agreste”, do escritor baiano Jorge Amado.

Da Praia do Saco é possível ir de lancha para o Mangue Seco. O passeio faz sua primeira parada na Ilha da Sogra, um banco de areia com cerca de um km de extensão, visível apenas na maré baixa. Além do lindo visual do local, de um lado ela é banhada pelo rio Real e do outro, pelo mar. A lancha também passa pela linda ponta da Ilha do Saco.

Nada melhor que um passeio pelas dunas para finalizar o dia. O passeio de buggy dura em média 40 minutos e percorre todas as dunas da região.

Na praia há opções de pousadas e várias casas de veraneio. Se você escolher dormir na região, não há nenhuma opção de lazer noturno nos arredores. Para quem está hospedado em Aracaju, diversas agências de viagem fazem o trajeto por cerca de R$ 60 por pessoa.

A ida da capital de Sergipe até o litoral sul do estado já vale a pena pelas lindas paisagens do caminho, como a passagem pela nova ponte Joel Silveira, sobre o rio Vaza-Barris e as centenas de coqueiros por toda a estrada.

Lagoa dos Tambaquis no litoral sul de Sergipe

A 10 km da Praia do Saco, também no município de Estância, está localizada a Praia de Abaís com 20 km de extensão. Ao contrário de sua praia vizinha, as águas já são agitadas, o que a torna cobiçada por surfistas e praticantes de kitesurfe.

A principal atração da Praia de Abaís é a Lagoa Grande, também conhecida como Lagoa dos Tambaquis e Lagoa Cristal. Com nove quilômetros de extensão, é a maior lagoa natural de Sergipe.

Localizada dentro de um camping, é possível visitar a Lagoa e nadar em meio aos tambaquis, que chegam a pesar 20 kg.

Os visitantes também podem alimentá-los, dando-lhes na boca a ração adquirida no local. Além destes enormes peixes, cerca de dez outras espécies podem ser encontradas na lagoa.

Como chegar

Partindo de Aracaju, o caminho mais fácil e bonito para chegar às praias do litoral sul de Sergipe é seguir até a ponte Jornalista Joel Silveira, que atravessa o rio Vaza-Barris, e pegar a rodovia Airton Senna. Para quem vem da Bahia é pegar a balsa que liga o município de Indiaroba à Estância ou através da BR-101.

 
 
 
 
 
%d blogueiros gostam disto: