Home / Nordeste Guia Turismo / Alagoas / Maceió / Arquipélago das Nove Ilhas em Maceió encanta turistas

 
Ilha do Carlito

Ilha do Carlito

Para quem está pensando em ir a Maceió em Alagoas, um dos passeios mais procurados pelos turistas é o roteiro pelo Arquipélago das Nove Ilhas.

O embarque é no Pontal da Barra, bairro da capital alagoana. A escuna vai pela Lagoa Mundaú. Uma área de 27 Km² de extensão. E as ilhas estão por lá.

Caminhando pelo Pontal da Barra, bairro da cidade de Maceió, avistamos várias placas espalhadas pelas ruas chamando atenção para o passeio ao Arquipélago das Nove Ilhas.

Uma escuna navega pelas águas do complexo lagunar Mundaú-Manguaba levando-nos à prainha em Barra Nova.

Durante o passeio, que tem seu ponto de partida em uma das diversas áreas de embarque encontradas no bairro, podemos conhecer o Arquipélago das Nove Ilhas, oito delas na capital alagoana e uma em Marechal Deodoro, município vizinho.

O Arquipélago das Nove Ilhas tem as ilhas: Ilha das Andorinhas, do Irineu (Pescador), do Fogo, de Santa Marta, do Almirante, de Um Coqueiro Só, das Cabras, de Bora Bora e a ilha de Santa Rita (Marechal Deodoro).

KML-LogoFullscreen-LogoGeoJSON-LogoGeoRSS-Logo
Pontal da Barra - Maceió

carregando mapa - por favor aguarde...

Pontal da Barra - Maceió: -9.688041, -35.769347

Cada uma dessas ilhas no Arquipélago das Nove Ilhas tem uma história peculiar ligada ao seu nome.

Ilha das Andorinhas: Leva esse nome por pertencer ao roteiro migratório das andorinhas, no verão é possível encontrar vários ninhos desta ave;

Ilha do Irineu (Pescador): Tem esse nome em homenagem ao Senhor Irineu, velho pescador da região, conhecido em todo o Brasil por ser um dos poucos trígamos do país;

Ilha do Fogo: Leva o nome devido a um alambique de pinga que havia no local, que foi à falência motivado pelo grande consumo do produto pelos próprios funcionários;
Ilha de Santa Marta: Seu nome é uma homenagem à Santa Marta;

Ilha do Almirante: Guarda esse nome devido a uma homenagem ao seu antigo dono, um Almirante da Marinha que ali viveu até falecer;

Ilha de Um Coqueiro Só: Durante uma enchente em 1989, a ilha foi totalmente devastada pelas águas da lagoa, restando apenas um coqueiro que acabou dando nome ao local;

Ilha das Cabras: Tem esse nome porque seu antigo morador possuía um rebanho de cabras, do qual foi obrigado a se desfazer devido ao impacto prejudicial ao meio ambiente;

Ilha Bora Bora: Ganhou o nome pela pronúncia do povo em resposta ao convite de um passeio até a ilha, reduzindo a palavra ’embora’ para ‘bora’. Um projeto de hotelaria para o local foi bloqueado pelo IMA;

Ilha de Santa Rita: É a maior ilha lacustre do país (com mais de 12 km² de superfície) e área de preservação ambiental, é formada pelos povoados de Santa Rita, Siriba, Jacaré e Barra Nova, seu nome também é em homenagem a uma Santa.

Durante todo o trajeto percorrido pela escuna nas águas das lagoas, podemos ver diversas paisagens até chegar na prainha, onde há uma parada para banho, gula e diversão.

O local tem uma estrutura simples, um pequeno barzinho flutuante que serve vários tira-gostos, caiaques e banana boat.

O passeio dura cerca de quatro horas, incluindo a parada. Recomendamos a escuna que parte 13h30 do Pontal, retornando por volta das 16h30, pois você vai poder contemplar um belíssimo pôr-do-sol, fechando o dia com chave de ouro.

Arquipélago das Nove Ilhas em Maceió

Bahia.ws – Guia de Turismo e Viagem da Bahia, Salvador e Nordeste

 
Share this page
 
 
 
 
%d blogueiros gostam disto: