Artesanato maranhense tem mais de 400 anos de tradição

Artesanato maranhense
Artesanato maranhense

O artesanato maranhense tem mais de 400 anos de tradição, basta uma visita ao Centro Histórico de São Luís e se pode ver a variedade de artefatos provenientes da produção artesanal do Maranhão, marcados pela criatividade de uma tradição popular que vem sendo aprimorada desde a fundação da capital maranhense.

O artesanato no Nordeste é uma manifestação artística e cultural muito rica.

Suas tradições manuais sofrem influências de diferentes povos e suas peças, técnicas, materiais e ferramentas apresentam muitas variações de estado para estado.

As peças do artesanato só se tornam símbolos da cultura maranhense depois que os objetos, geralmente inspirados em ícones da cultura regional, ganham novas formas e cores pelas mãos dos artistas locais.

Entre as matérias-primas estão artigos como algodão, couro, madeira, argila e até fibras de plantas.

A mais comum é a palha do buriti, de onde se extrai uma fibra versátil e resistente que dá origem a dezenas de peças comercializadas nas lojas e mercados dos centros de artesanato.

Artesanato maranhense se destaca pela diversidade

Além de retratar traços da cultura de São Luís, peças valorizam a produção artesanal local e encantam turistas que visitam a capital maranhense.

Basta uma visita ao Centro Histórico de São Luís para conferir a variedade de artefatos que ajudam a contar a história da capital maranhense.

Peça de artesanato do Bumba Meu Boi
Peça de artesanato do Bumba Meu Boi

Em São Luís, as miniaturas retratando personagens típicos da cidade também estão entre os itens mais concorridos nas lojas.

Nesta época do ano, os “boizinhos”, pequenas e delicadas réplicas dos bois dos grupos de bumba-meu-boi da capital, são os mais procurados.

Mas os campeões de vendas em qualquer época do ano, segundo os lojistas, são as réplicas dos azulejos portugueses, cujos originais ainda podem ser encontrados em alguns casarões históricos.

Cestas e bolsas de palha, enfeites de mesa, estátuas em cerâmica, bebidas e doces confeccionados artesanalmente chamam a atenção de turistas e ludovicenses.

O artesanato nordestino encanta pela riqueza e celebra a tradição e a cultura de São Luís.

Em pedaços pequenos ou grandes pedaços de azulejos, os artesãos retratam pontos turísticos importantes como a Praça Benedito Leite, Fonte do Ribeirão e a Praia Grande, localizados na área central de São Luís.

As produções exaltam a beleza das peças, que compõem a fachada de dezenas de casarões de origem portuguesa.

Artesanato cesta revestida com azulejo retrata a Praça Benedito Leite em São Luís
Artesanato cesta revestida com azulejo retrata a Praça Benedito Leite em São Luís

As janelas e portas dos casarões coloniais do Centro Histórico também são retratadas pelo artesanato local.

Com cores fortes e vibrantes, os artesãos reproduzem em azulejos desenhos perfeitos de peças do conjunto arquitetônico de São Luís, ressaltando a importância desse pedaço da história de São Luís do Maranhão.

Artesãos fazem réplicas dos azulejos que revestem os casarões coloniais e retratam pontos turísticos da capital
Artesãos fazem réplicas dos azulejos que revestem os casarões coloniais e retratam pontos turísticos da capital

Os azulejos são as lembranças mais compradas pelos turistas que visitam o Centro Histórico e os turistas saem encantados com a beleza das peças.

Azulejos vendidos pelo artesanato local são réplicas das peças que foram trazidas pelos portugueses durante a colonização de São Luís
Azulejos vendidos pelo artesanato local são réplicas das peças que foram trazidas pelos portugueses durante a colonização de São Luís

A criatividade dos artesãos de São Luís do Maranhão vai além das peças em azulejos.

Com talentos, os casarões coloniais também são retratados em cerâmica, que chamam a atenção pelas cores vivas e reforçam a beleza arquitetônica do Centro Histórico de São Luís.

Peças em confeccionadas em cerâmica retratram os casarões coloniais e as paisagens de São Luís
Peças em confeccionadas em cerâmica retratram os casarões coloniais e as paisagens de São Luís

As bonecas ‘namoradeiras’, apesar de não serem oriundas de São Luís, também estão entre as peças mais vendidas para os turistas que visitam a capital.

As esculturas em cerâmica são destaque pela delicadeza e pelo contraste de cores que lembra casarões coloniais do Centro Histórico.

As namoradeiras e os tradicionais azulejos são as peças mais compradas pelos turistas que visitam São Luís
As namoradeiras e os tradicionais azulejos são as peças mais compradas pelos turistas que visitam São Luís

Cultura popular maranhense no artesanato

Além de retratar traços da cultura maranhense, o artesanato local valoriza a matéria-prima de itens encontrados no estado.

A palha do babaçu é usada na confecção de bolsas que fazem sucesso entre as turistas.

O Bumba meu boi, brincadeira popular do Maranhão e que celebra uma parte importante da cultura do estado, também está estampado e representado em lojas de artesanato do Centro Histórico de São Luís.

Tradicionais bolsas de palha também estão entre os itens mais vendidos em lojas de artesanato de São Luís
Tradicionais bolsas de palha também estão entre os itens mais vendidos em lojas de artesanato de São Luís

Miniaturas coloridas de boi, réplicas das indumentárias de índias e índios, e acessórios usados pelos brincantes fazem parte do desejo dos turistas do Brasil e do mundo.

O mundo da arte manual e da criatividade no Ceprama

O espaço que abriga uma feira permanente de artesanato genuinamente maranhense,

Ceprama em São Luís MA
Ceprama em São Luís MA

Construído em 1891, o Centro de Comercialização de Produtos Artesanais do Maranhão (Ceprama) é um espaço em que impera a história do Maranhão, com sua cultura, arte e folclore.

O espaço conta com uma área de 4.107m² e é uma feira permanente de artesanato tipicamente maranhense.

São 38 estandes que funcionam diariamente, comercializando produtos em fibra de buriti, azulejaria, vime, fibra de tucum, em chifre, especiarias, madeira e cerâmica, além de bebidas regionais, vestuário e indumentárias de grupos juninos.

O visitante pode, inclusive, apreciar o artesão produzindo in loco a sua arte.

Os artistas produzem artigos que são a cara da cidade. Réplicas de azulejos portugueses, miniaturas de bumba meu boi, indumentárias, artigos feitos com matéria-prima vinda da natureza, telas pintadas a óleo, peças de tear, bordados, rendas, doces e licores, uma infinidade de produtos para todos os gostos e bolsos. Ah, e ainda artistas muito simpáticos e disponíveis para mostrar e explicar como tudo feito.

São Luís é a capital dos azulejos

Conhecida como a capital dos azulejos, São Luís desperta encantamento em quem visita a cidade pela primeira vez.

O conjunto arquitetônico com casarões construídos no século XVII e XVIII foram tombados e, em 1997, a cidade recebeu da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) o título de Patrimônio Mundial da Humanidade.

Saiba como os azulejos de São Luís são feitos

A fama da concessão do título percorreu o mundo e atraiu milhares de turistas, que anualmente, escolhem São Luís como destino para as férias ou querem conferir tudo de perto.

De passagem por São Luís, as turistas de Porto Velho (RO), Letícia Vilarins, de 20 anos, Aimée Nobre, 21, e Maria Paula Roge, 22, revelaram que vieram um dia antes do programado para conhecer um pouco mais da cidade.

Encantadas com a variedade de peças que retratam a cultura local, elas contam que é impossível não sair da capital sem querer levar alguma lembrança para sua cidade natal.

Artesanato maranhense – Guia de Turismo do Nordeste – Cultura Nordestina

Leave a Comment

You have to agree to the comment policy.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.