Barreirinhas é a principal porta de entrada nos Lençóis Maranhenses

Barreirinhas nos Lençóis Maranhenses
Barreirinhas nos Lençóis Maranhenses

Barreirinhas é a cidade considerada a principal porta de entrada para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses e abriga a maioria das agências de turismo.

Apesar de também ser possível chegar lá pela vizinha Santo Amaro do Maranhão e por Primeira Cruz, é lá que os turistas se concentram mais.

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses consiste em uma vasta área de altas dunas de areias brancas e de lagos e lagoas, também conhecido como “Deserto Brasileiro”.

O principal acesso é pela rodovia MA-402, com asfalto em boas condições de tráfego.

A cidade de Barreirinhas possui estrutura para hospedagem e alimentação e várias agências de turismo proporcionam passeios para o Parque Nacional e outros atrativos, como o passeio de lancha para a foz do Rio Preguiças e o boia-cross no rio Formiga.

Para aqueles que buscam mais aventura, outra rota de acesso é via Paulino Neves/MA. Esse trecho faz parte da Rota das Emoções, roteiro turístico que tem início no Ceará, cruza o litoral Piauiense e termina no Maranhão. Nessa rota é possível visitar 3 unidades de conservação federais: Parque Nacional de Jericoacoara, Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba e o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

O acesso ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses a partir de Barreirinhas começa com a travessia do rio Preguiças de balsa. Daí em diante apenas veículos com tração 4×4 equipados com snorkell seguem viagem.

Mapa do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses
Mapa do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Pontos Turísticos de Barreirinhas MA

Circuito da Lagoa Azul

Trata-se do atrativo mais visitado da Unidade de Conservação. Após 12 Km de trilhas na restinga, o passeio segue pelo campo de dunas em uma trilha de aproximadamente 02 km.

Ao longo do trajeto o visitante poderá visitar a lagoa da Preguiça, lagoa da Esmeralda, lagoa Azul e a lagoa do Peixe, a única perene e que se mantém com água ao longo de todo o ano.

Este atrativo é o único onde há permissão para acesso em veículo tracionado até os limites da lagoa da Preguiça, mas apenas para visitantes com dificuldade de locomoção e mediante comunicação e obtenção de autorização junto à administração do Parque Nacional.

Circuito da Lagoa Bonita

A Lagoa Bonita esta localizada a 15km de Barreirinhas, o atrativo apresenta grau médio de dificuldade de acesso, pois é necessário subir uma duna íngreme de cerca de 30 metros de altura. Há uma corda para auxiliar a subida.

Mas o esforço é recompensado com a bela vista que se tem tanto do campo de dunas como da vegetação de restinga do Parque Nacional.

Após a subida o visitante percorre algumas centenas de metros até a lagoa Bonita. Neste atrativo é possível visitar também a lagoa do Clone, batizada com este nome pois foi onde foram gravadas cenas da novela ‘O Clone’ da Rede Globo.

Lagoa da Esperança

Trata-se da interrupção do curso do Rio Negro provocado pelo encontro com o campo de dunas. Desta forma esta lagoa é perene e não se situa dentro do campo de dunas, mas sim na borda do mesmo.

Desta forma é possível também percorrer o campo de dunas. Por ser perene esta lagoa é ideal para ser visitada durante os meses de estiagem, quando as lagoas dos outros atrativos estão secas.

A lagoa da Esperança faz o limite geográfico dos municípios de Barreirinhas e Santo Amaro.

Atins

O povoado de Atins fica localizado em frente a foz do rio Preguiças, fora do Parque Nacional, mas bem próximo, possibilitando facilmente a realização de caminhadas pela praia, restinga, dunas e campos.

O povoado de Atins possui estrutura simples, sendo procurado por visitantes que buscam tranquilidade e um contato mais íntimo com a natureza e a comunidade local.

Em Atins é possível praticar esportes como kitesurf, windsurf, caiaque, stand up padle, passeios de bicicleta, surf entre outros.

Canto dos Lençóis

Localizado dentro do Parque Nacional, o canto dos lençóis, antigamente chamado de Canto do Atins, é um pequeno povoado formado por pescadores tradicionais.

Apresenta uma bela vista do campo de dunas e é próximo a praia. O povoado não tem energia mas há restaurantes comunitários que servem comida típica e oferecem hospedagem simples.

É um ótimo ponto de apoio para iniciar o trekking e cruzar o campo de dunas até o município de Santo Amaro.

Foz do Rio Negro e Lagoa Verde

O roteiro da foz do rio Negro é realizado pela praia do Parque Nacional, saindo do Atins. O encontro do rio Negro com o mar é o principal atrativo, onde o visitante pode se banhar nas pequenas cachoeiras a beira mar.

Este atrativo fica disponivel apenas quando o rio Negro tem água, portanto, informe-se antecipadamente com a administração ou com o receptivo local.

No circuito é possível visitar também algumas lagoas interdunares como a lagoa Verde, próxima a praia, fica a 30 min de caminhada pelo campo de dunas, e permanece com água em boa parte do ano.

Passeio no Rio Preguiças

Um trajeto rico em aventura e paisagens inesquecíveis.

 Um passeio imperdível para quem está planejando conhecer os Lençóis Maranhenses é o de lancha pelo Rio Preguiças.

Durante o trajeto, o turista poderá se surpreender com a riquíssima vegetação do estado, os mangues e até ver algumas dunas pelo caminho. A primeira parada é em Vassouras, que conta com pequenos Lençóis e uma fauna bem variada.

Seguindo pelo rio, o turista faz uma nova parada em Mandacaru, um povoado conhecido pela presença do Farol das Preguiças. De cima do Farol, é possível ter uma vista privilegiada de toda a região.

A última parada é em Caburé, onde é possível tomar banho de mar e de rio, fazer passeio de quadriciclo e até pernoitar.

Zona Primitiva nos Lençóis Maranhenses

Queimada dos Britos e Baixa Grande

Localizadas no interior do campo de dunas do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, essas duas manchas de vegetação de restinga são verdadeiros oásis e um perfeito abrigo para pernoite para aqueles que buscam realizar o trekking de travessia do parque.

De acordo com o zoneamento do Parque Nacional, estas regiões são a Zona Primitiva, onde a visitação só pode ocorer em níveis de mínimo impacto.

Desta forma é proibido a realização de passeios turísticos ou visitar a localidade em veículos motorizados de qualquer natureza. A despeito disso, cerca de 30 famílias residem no local, sendo permitido a elas, e somente elas, o trafego em veículos motorizados por questões de salva guarda a vida e transporte de pessoas, alimentos e materiais.

É sem dúvida o melhor atrativo da unidade! As caminhadas, que chegam a durar 5 dias, são realizadas pela praia e pelas dunas, com banhos nas lagoas para refrescar. As pernoites são realizadas nas comunidades, sendo uma ótima experiência de interação com a população tradicional.

Os oásis apresentam a maior diversidade em vegetação e aves do Parque Nacional e possuem lagoas balneáveis durante boa parte do ano, tanto no seu interior como no campo de dunas.

É obrigatória a contratação de Condutor de Visitantes para realizar a travessia, uma vez que você terá acesso a Zona Primitiva da unidade.

É muito fácil se perder no campo de dunas, em boa parte do caminho não há cobertura de celular e muitos lugares chegam a ficar dias sem a passagem de pessoas. Você é responsável pela sua segurança, não se aventure a realizar a travessia no Parque Nacional se não tiver certeza de ter todas as condições físicas necessárias.

Guia de Turismo e Viagem de Barreirinhas no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Leave a Comment

You have to agree to the comment policy.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Hide picture