São Luís do Maranhão

Passear por São Luís do Maranhão é transitar entre o passado histórico com belas igrejas, museus e monumentos e o presente.

São Luís, a capital do Maranhão, tem muitas particularidades: é a única cidade do país fundada por franceses, tem a maior coleção de azulejos portugueses da América Latina e, apesar de pertencer ao Nordeste, fica juntinho da Amazônia.

No Centro Histórico de São Luís do Maranhão, as fachadas dos casarões, enfeitadas por delicados ladrilhos vindos da então Metrópole, permitem uma volta ao passado – é uma pena, no entanto, que a conservação desse patrimônio mundial decepcione.

Mas a “Ilha do Amor”, como São Luís é conhecida, também tem seu lado moderno, como lembram a movimentada Avenida dos Holandeses e os bares da charmosa Lagoa da Jansen.

A influência de portugueses, espanhóis, franceses e holandeses ajudou a moldar o Centro Histórico de São Luís, tornando-o verdadeiro guardião de uma vasta herança cultural – parte de seus 4 mil imóveis são reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade.

As ruas sem numeração podem ser um mistério e tanto para quem não está acostumado à cidade. Mas a maioria dos hotéis e restaurantes fica nos bairros Ponta D’Areia, Renascença I e II e Calhau, todos interligados pela longilínea Avenida dos Holandeses, o que facilita um pouco o acesso.

O Centro Histórico, onde se chega cruzando a Ponte José Sarney, abriga grande parte das atrações, mas é bom se programar: às segundas, a maioria delas está fechada. O mesmo ocorre nos fins de semana, quando o comércio não abre e há pouca circulação de gente, o que torna o passeio menos seguro.