Parque Nacional da Serra da Capivara

Parque Nacional Serra da Capivara esta o maior conjunto de pinturas rupestres já encontrado no mundo está espalhado pelos 129.140 hectares.

O Parque Nacional da Serra da Capivara, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, foi criado para preservar um dos maiores tesouros arqueológicos do mundo – milhares de inscrições pré-históricas com até 12 mil anos gravadas em paredões de rocha.

As pinturas representam aspectos do dia-a-dia, ritos e cerimônias dos antigos habitantes da região, além de figuras de animais, alguns já extintos.

Nas escavações realizadas na Serra da Capivara, os pesquisadores encontraram ferramentas, restos de utensílios de cerâmica e sepultamentos. Pesquisas sobre as descobertas feitas na área levaram arqueólogos a acreditarem que o homem teria habitado o continente americano há mais de 30 mil anos, contrariando as teorias mais aceitas pelos cientistas.

As pinturas rupestres e os objetos achados podem ser vistos em alguns dos sítios arqueológicos abertos à visitação, entre os mais de 500 existentes no parque.

O Parque Nacional da Serra da Capivara é administrado pela Fundham (Fundação Museu do Homem Americano) em parceria com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Oferece ótima estrutura para visitas, com trilhas demarcadas e guias especializados. Na cidade de São Raimundo Nonato, fica o Museu do Homem Americano com acervo montado a partir das peças encontradas nas explorações arqueológicas realizadas na área do parque.