Cidade de Bonito é a Meca do Ecoturismo no Brasil

A cidade de Bonito, até meados dos anos 1980, era uma pacata localidade agropecuária, rota de passagem de grandes comitivas de gado.

Pouco mais de uma década depois, Bonito tornou-se a meca do ecoturismo no Brasil.

A cidade de Bonito, localizada entre a serra da Bodoquena e o rio Miranda, a 285 quilômetros da capital Campo Grande e a 140 quilômetros do início do Pantanal, é um dos principais destinos turísticos do Brasil.

Bonito é conhecida pelas suas belezas naturais e atividades ecoturísticas. A cidade oferece uma variedade de atrações, incluindo rios de águas cristalinas, cavernas, cachoeiras e grutas, que proporcionam experiências inesquecíveis aos visitantes.

Mapa de Regionalização de Turismo no Mato Grosso do Sul
Mapa de Regionalização de Turismo no Mato Grosso do Sul

Para além das belezas naturais que inspiraram o nome do município, o que faz a fama do lugar é o modo como as atrações são exploradas.

Nas cerca de quarenta propriedades rurais abertas ao público, há regras rígidas de utilização de cachoeiras, rios, trilhas e grutas, que buscam o chamado turismo de mínimo impacto.

Alguns fazendeiros transformaram parte de suas terras em reservas ambientais e investiram na formação de pessoal para atender aos turistas.

Mapa Turístico de Bonito MS
Mapa Turístico de Bonito MS

As visitas aos locais mais atraentes só podem ser feitas em pequenos grupos, sempre com o acompanhamento de guias e mediante agendamento prévio nas agências de turismo, de modo que o número máximo de presentes em cada atração seja controlado.

Algumas medidas surpreendem os visitantes – por exemplo, a proibição de uso de repelente e de protetor solar para quem quiser mergulhar nos rios e podem dar-lhes a sensação de falta de liberdade.

Entretanto, os cuidados se justificam: o ecossistema da região é, de fato, extremamente frágil, e não há melhor solução para que o turismo seja a um só tempo atividade lucrativa e pouco danosa ao meio ambiente.

Com isso, Bonito se transformou em referência no cenário ecoturístico do país.

Cidade de Bonito MS

A vida da cidade de Bonito MS gira em torno dos visitantes.

A zona urbana não guarda atrativos especiais, contudo a rua principal, a Coronel Pilad Kebuá, reúne os mais diversos serviços: pousadas, restaurantes, cibercafés, lojas de suvenires c artesanato, agências de turismo e operadoras de mergulho.

mapa de Bonito e arredores MS
mapa da cidade de Bonito e arredores MS

À noite, quando os turistas voltam dos passeios, a rua fica lotada.

O bar mais frequentado da Pilad Kebuá é o Taboa, cuja programação durante os períodos de férias inclui apresentações de grupos de forró.

Em julho, é organizado o Festival de Inverno de Bonito, que reúne artistas de expressão nacional.

Em Bonito, há opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos.

A maior parte dos hotéis fica nas redondezas do centro. Algumas simpáticas pousadas instaladas em áreas próximas aos rios e às matas, longe da agitação, combinam mais com o espírito da região.

Na alta temporada – janeiro, fevereiro e julho -, os turistas que não tiverem feito reserva com antecedência correm o risco de não participar dos programas imperdíveis, como os passeios ao lago Azul, ao rio da Prata e ao Aquário Natural.

Para fazer os roteiros turísticos mais indicados, é preciso estar de carro.

Atrações Turísticas de Bonito MS

  1. Flutuação nos Rios
  2. Aquário Natural Baía Bonita
  3. Rio Sucuri
  4. Rio Formoso
  5. Rio do Peixe
  6. Estância Mimosa
  7. Parque das Cachoeiras
  8. Fazenda Ceita Corê
  9. Gruta do Lago Azul
  10. Cachoeira de Aquidabã
  11. Abismo Anhumas
  12. Arvorismo
  13. Bóia-Cross no Rio Formosinho
  14. Rafting no Rio Formoso
  15. Balneário Municipal
  16. Praia da Fiqueira
  17. Buraco das Araras

1. Flutuação nos Rios

Não é preciso ter muita intimidade com a prática de mergulho para se divertir com a experiência única de ‘‘flutuar” nos rios de Bonito.

A atividade mais procurada da região é feita com colete salva-vidas – basta se deixar levar pela correnteza.

Flutuação nos Rios de Bonito MS
Flutuação nos Rios de Bonito MS

Debaixo d’água, o espetáculo é arrebatador. Usando máscaras, a visibilidade pode chegar a incríveis 50 metros. Tal fenômeno ocorre por causa da alta concentração de calcário, uni filtro natural, que decanta as impurezas, deixando as águas cristalinas.

A profusão da vida aquática impressiona.

São cerca de oitenta espécies de peixes coloridos e grandes – como piraputangas, dourados e curimbatás – nadando com mansidão ao lado dos visitantes.

Em ocasiões raras, sucuris podem cruzar o caminho, mas sem representar perigo algum.

São três os rios mais recomendados para flutuação:

  • Rio Sucuri
  • Rio da Prata
  • Rio Formoso

Cada rio tem características próprias.

Em todos, há estrutura com guias e equipamentos necessários. Algumas regras precisam ser respeitadas à risca para minimizar o impacto ambiental dos mergulhadores.

Cada grupo, acompanhado obrigatoriamente por um guia, é composto por, no máximo, nove pessoas, que realizam o percurso em fila indiana.

Entre um grupo e outro, observa-se um intervalo de meia hora.

Aos novatos, cabem dois avisos importantes: não beba a água dos nos, pois o calcário e o magnésio presentes nela podem causar desarranjos intestinais, e evite tocar o fundo das águas, para não turvá-las e prejudicar a visibilidade do seu grupo e do que vem em seguida.

2. Aquário Natural Baía Bonita

Está localizada em uma reserva ecológica particular.

Este é um dos principais passeios em nascente de Bonito, você conseguirá ver um número surpreendente de piraputangas, dourados, curimbas e a vegetação aquática do Rio Baía Bonita durante a flutuação. O passeio é feito com roupa de neoprene e máscara snorkel. 

Após caminhar por cinco minutos, a partir do centro de visitantes, chega-se à nascente conhecida como Aquário Natural – pela absoluta transparência de suas águas e a grande concentração de peixes.

Aquário Natural Baía Bonita em Bonito MS
Aquário Natural Baía Bonita em Bonito MS

Nesse ponto tem início a flutuação, cujo percurso total é de 500 metros, percorridos em uma hora.

Além da rica vida aquática do rio, experimente tirar um pouco a máscara e observar a mata ciliar; macacos-prego costumam atravessar de um lado para o outro do Aquário.

Trata-se de uma boa opção de programa para crianças e idosos, pois um barco acompanha o trajeto dos mergulhadores, como medida de segurança e opção para quem não se sentir confortável na flutuação.

Concluída a flutuação, retoma-se a caminhada, com parada nos pontos de observação de animais em cativeiro – emas, jacarés, sucuris, antas e cervos-do-pantanal.

No final do percurso, que dura em média uma hora e meia, há um pequeno museu com ossadas de algumas espécies e textos explicativos sobre o ecossistema da região.

Destaca-se a boa estrutura do receptivo (banheiro, restaurante, loja).

Diferenciais do Aquário Natural

Devido a grande diversidade de fauna e flora, o principal diferencial da flutuação no Aquário Natural é, sem dúvida, a experiência de mergulhar em um verdadeiro aquário gigante. Além disso, esse é o passeio de flutuação mais próximo do centro de Bonito. 

A 7 quilômetros de Bonito, acesso pela BR-267, para Jardim.

3. Rio Sucuri

Para chegar aqui, percorrem-se dois Fechos. um de dez minutos na carroceria de um caminhão e outro a pé, por uma trilha de 500 metros na mata, onde se observam macacos-prego e várias aves.

O percurso começa num mirante com vista para a nascente do Sucuri, de rara beleza. que já serviu de cenário para novelas e comerciais de televisão.

Rio Sucuri em Bonito MS
Rio Sucuri em Bonito MS

Em razão da fragilidade do ambiente – a nascente é rasa, com placas de calcário no fundo – não é permitido nadar no local.

A flutuação no rio, organizada pela fazenda São Geraldo, começa 200 metros no abaixo, dura uma hora e estende-se por aproximadamente 1 quilômetro.

Após o passeio, pode-se almoçar na sede da fazenda e conhecer as redondezas andando a cavalo, de bicicleta ou de quadriciclo.

A 17 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para São Geraldo.

4. Rio Formoso

Aqui, a flutuação no rio Formoso é menos contemplativa – e mais aventureira.

Não por acaso o programa se chama Bonito Aventura. Em alguns momentos, as corredeiras e a correnteza forte podem assustar quem não tem intimidade com a água.

A base para o passeio é um quiosque com restaurante que serve comida caseira, localizado às margens do Formoso.

Depois de 1,8 quilômetro de caminhada em uma trilha interpretativa – isto é, com placas indicando a flora do lugar e os animais que podem ser avistados -, inicia-se o trecho no rio, em um percurso de 2,2 quilômetros por suas águas.

O tour completo dura cerca de duas horas e meia. Há a possibilidade de realizar um mergulho autônomo, em profundidades de até 5 metros, com duração de meia hora, sem a necessidade de experiência prévia em mergulho.

A 6 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Guia Lopes.

5. Rio do Peixe

Para quem vai ficar poucos dias em Bonito, o Rio do Peixe, que atravessa a fazenda Agua Viva, é uma ótima opção de passeio.

 No atrativo de trilhas e cachoeiras você terá a oportunidade de avistar diversos animais como araras azuis, macacos prego e várias piraputangas nos rios de água cristalina.

Rio do Peixe em Bonito MS
Rio do Peixe em Bonito MS

São duas trilhas que passam por nada menos que onze cachoeiras.

Na sede da Água Viva, serve-se comida típica, feita em fogão a lenha. Redes penduradas em um quiosque convidam ao descanso.

O dono da propriedade recebe a todos pessoalmente, contando histórias da região e mostrando intimidade com macacos-prego e araras – que vêm comer em suas mãos.

A 35 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Bodoquena.

6. Estância Mimosa

Passeio com duração de duas a três horas, período em que se exploram as cachoeiras da propriedade. Uma trilha de 3,5 quilômetros em meio à mata nativa acompanha o curso do rio Mimoso.

Durante o trajeto, há uma sequência de quedas, algumas ótimas para um banho refrescante, além de plataformas para salto, pequenas cavernas e mirantes.

Estância Mimosa em Bonito MS
Estância Mimosa em Bonito MS

Na cachoeira do Sol é possível entrar numa pequena gruta escondida atrás da coluna de água usando um colete salva-vidas.

A sede da fazenda Estância Mimosa é simples e também oferece comida típica pantaneira preparada em fogão a lenha. Para aqueles que desejam relaxar, a propriedade dispõe de redes penduradas em quiosques localizados às margens de uma lagoa.

A 24 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Bodoquena.

7. Parque das Cachoeiras

Situado na beira do Rio Mimoso, este parque tem quedas-d’água que pertencem também à Estância Mimosa, na margem oposta do rio. Há uma trilha de 1,8 quilômetro em meio à mata atlântica com diversos pontos para banhos e mirantes.

Na sede, que é bastante simples, serve-se comida regional.

Parque das Cachoeiras em Bonito MS
Parque das Cachoeiras em Bonito MS

O passeio vale pela exuberância da vegetação, sobretudo dos bacuris centenários.

A 17 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Aquidauana.

8. Fazenda Ceita Corê

Uma das melhores fazendas na serra da Bodoquena, fincada numa área de 4 mil hectares, a Ceita-Corê – nome que em tupi-guarani significa ‘’terra de meus filhos” – tem atrações de diversos tipos.

Fazenda Ceita Corê em Bonito MS
Fazenda Ceita Corê em Bonito MS

O programa principal é uma trilha de 2 quilômetros, que passa pela nascente do rio Chapena.

Também é possível fazer passeios a cavalo, entre árvores centenárias e exuberantes.

No local, há uma lagoa repleta de aves, onde se observam gaviões-caramujeiros ‘’pescando”.

O almoço típico na fazenda é recomendado.

A 36 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Bodoquena.

9. Gruta do Lago Azul

É uma das maiores cavidades inundadas do Brasil e também a atração mais conhecida de Bonito – recebe cerca de 60 mil visitantes por ano.

O lugar faz jus à fama, porém não há muito tempo para aproveitar o visual, uma vez que o passeio dura pouco mais de uma hora e a permanência dentro da gruta e de apenas 20 minutos, rigorosamente controlados.

Gruta do Lago Azul em Bonito MS
Gruta do Lago Azul em Bonito MS

O acesso se dá por uma trilha curta, a partir do centro de visitantes.

O turista desce 100 metros até um mirante, de onde observa o lago, de 85 metros de profundidade e águas que explicam o seu nome.

Nesse trecho tio terreno já foram encontrados fósseis de animais extintos, como o tigre-dente-de-sabre e a preguiça-gigante. De dezembro a fevereiro, um raio de sol entra pela gruta e ilumina as águas, proporcionando um belo espetáculo.

Além do lago, as formações rochosas do teto e do solo da caverna – estalactites e estalagmites – chamam a atenção dos visitantes.

Em 1978, o lago Azul foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Para visitar a gruta, é obrigatório o uso de tênis e capacete, fornecido no local.

A 20 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada de terra para Campos dos índios.

10. Cachoeira de Aquidabã

Com uma queda de 120 metros, é uma das mais altas do estado do Mato Grosso do Sul.

Para alcançá-la, é preciso vencer uma longa e tortuosa caminhada, que exige preparo físico e espírito de aventura.

Por todo o trajeto, que margeia o rio Aquidabã, há piscinas naturais e pequenas cachoeiras.

O percurso até a Cachoeira de Aquidabã de  dura cerca de quatro horas e é feito dentro da fazenda Baía das Garças, onde se pode almoçar.

Um alerta: a cachoeira de Aquidabã chega a secar completamente na época da estiagem, isto é, entre os meses de julho e outubro.

A 48 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Campos dos índios.

11. Abismo Anhumas

Trata-se de uma caverna inundada por uni lago, que só pode ser atingida por meio de rapel.

Quem pretende conhecê-la passa, ainda na cidade, por um treinamento para a descida – que serve também para avaliar se o interessado tem condições de enfrentar o desafio.

Abismo Anhumas em Bonito MS
Abismo Anhumas em Bonito MS

Da fenda na rocha que leva à gruta até o lago são 72 metros de desnível.

No final, alcança-se uma plataforma flutuante.

O lago tem 80 metros de profundidade, o tamanho de uma piscina olímpica, e fica no interior de um salão repleto de formações rochosas calcárias.

Após o rapel, é realizado um pequeno passeio de bote, com direito a nado no lago; quem tiver credencial de mergulhador autônomo pode descer até 18 metros – basta mostrar a carteirinha de habilitação.

Depois de tudo isso vem o mais difícil: voltar à superfície com as mesmas cordas utilizadas na descida, tarefa que exige enorme esforço físico.

O equipamento fornecido pelas agências que levam os visitantes até o abismo Anhumas – que fica perto da gruta do lago Azul – segue padrões internacionais de qualidade.

A 22 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Campos dos índios.

12. Arvorismo

Existem dois locais para a prática desta atividade em Bonito: o Ybira Pe (caminho da madeira, em tupi) e o Circuito Arvorismo, ambos semelhantes.

Arvorismo em Bonito MS
Arvorismo em Bonito MS

A atividade consiste em ascender com cordas as plataformas montadas no topo de árvores de até 20 metros de altura e, a partir daí, superar pontes de cordas bambas, trechos em tirolesas, cabos de aço, rapei e outros obstáculos.

Durante o trajeto, é interessante observar a floresta da perspectiva da copa das árvores, de onde se avistam muitas aves, bromélias, orquídeas e cipós.

O Ybira Pe está localizado às margens do rio Formoso, e o Circuito Arvorismo, em uma área de cerrado e mata atlântica.

Ybira Pe: A 8 quilômetros de Bonito. Acesso pela BR-267, para Jardim.

Circuito Arvorismo: A 12 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Aquidauana

13. Bóia-Cross no Rio Formosinho

O programa – pouco divulgado e recomendável somente para quem deseja experimentar emoções mais fortes – começa no hotel Cabanas, a 6 quilômetros da cidade, onde são fornecidos coletes salva-vidas e boias individuais.

Bóia-Cross no Rio Formosinho em Bonito MS
Bóia-Cross no Rio Formosinho em Bonito MS

O percurso de 1 quilômetro é feito em 50 minutos, passando por várias quedas-d’água, corredeiras e remansos. A 7 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Guia Lopes.

14. Rafting no Rio Formoso

Apesar de ser chamada de rafting, a atividade que se pratica no Rio Formoso é, na verdade, um tranquilo passeio de bote.

O ponto de partida é um quiosque simples localizado na beira do Rio Formoso.

Rafting no Rio Formoso em Bonito MS
Rafting no Rio Formoso em Bonito MS

Os cuidados com a segurança deixam a desejar, pois não são oferecidos capacetes – embora não haja perigo.

O percurso, de 7 quilômetros, passa por três pequenas cachoeiras e duas corredeiras e termina na ilha do Padre, onde há outras corredeiras ótimas para banho.

O programa dura em média duas horas e meia, com paradas em remansos do Formoso.

A 12 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para a ilha do Padre.

15. Balneário Municipal

Uma das poucas atrações em Bonito que não necessita de reserva antecipada nem de acompanhamento de guia.

O Balneário Municipal situa-se às margens do rio Formoso e é muito frequentado pelos próprios moradores da região.

Balneário Municipal de Bonito MS
Balneário Municipal de Bonito MS

A infraestrutura inclui dezenas de barracas – que servem pescados e bebidas -, quadras de futebol de areia e de vôlei e bancos para relaxar à sombra de árvores seculares.

A 7 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para Guia Lopes.

16. Praia da Fiqueira

Com areias brancas e águas transparentes, este balneário artificial se localiza numa antiga área de extração de calcário, onde as chuvas deram origem a um lago.

Praia da Figueira em Bonito MS
Praia da Figueira em Bonito MS

O nome do lugar se deve a uma figueira ah existente, cuja copa se projeta sobre uma área de mil metros quadrados.

Quadras de esportes, cama elástica, espreguiçadeiras, máscaras de flutuação e um bar à beira da água estão à disposição dos frequentadores. Não é necessário o acompanhamento de guias.

A 14 quilômetros de Bonito. Acesso pela estrada para São Geraldo.

17. Buraco das Araras

O Buraco das Araras possui 500 metros de circunferência, 160 metros de diâmetro e 100 metros de profundidade. Um local onde habitam diversos pássaros, em especial às Arara-Vermelhas.

Buraco das Araras em Jardim MS
Buraco das Araras em Jardim MS

O passeio possui trilha interpretativa de aproximadamente 900 metros no entorno de uma depressão no solo, que é esculpida em arenito vermelho cuja cor contrasta com o verde da vegetação da borda e serve de fundo.

É possível avistar do mirante o voo das araras vermelhas que visitam o local durante o dia.

O Buraco das Araras fica na fazenda Alegria, no município de Jardim, no Mato Grosso do Sul.

Partindo do centro de Bonito, são cerca de 50 km até a atração. 

Quando ir

Os melhores meses para visitar a cidade de Bonito MS são abril, maio, setembro, outubro e novembro.

A partir de dezembro começa a estação chuvosa.

No inverno a temperatura chega a 15°C e as cachoeiras tem pouca agua.

Como chegar

Partir de Campo Grande, o melhor caminho para a cidade de Bonito é seguir pela BR-060, sentido Sidrolandia até Guia Lopes da Laguna e, então, pegar a MS-382.

Alguns alertas: trechos esburacados nas estradas, chuvas em excesso em janeiro e fevereiro, podendo turvar os rios, além de carrapatos na seca, de maio a setembro.

Comments are closed.

Hide picture