Home / Culinária Nordestina

 
Culinária Nordestina

Culinária Nordestina

A culinária nordestina foi diretamente influenciada pelos fatores socioeconômicos da região.

Os pratos possuem características da culinária portuguesa, conhecida durante o período colonial; da cultura africana, absorvida na época da escravidão; e da comida indígena, herança da população nativa.

As receitas levam, em geral, vegetais, carne bovina e caprina, peixes e frutos do mar. Devido ao bioma da caatinga, os pratos adquiriram um sabor forte, apimentado e com alto teor calórico.

Já no litoral, receberam um sabor carregado, além de uma variedade de ingredientes e cores.

A variedade de biomas da região Nordeste se reflete na culinária nordestina.

Na mesa do sertanejo, o clima semiárido da caatinga deixa sua marca em pratos ligados à conservação dos alimentos e altos teores calóricos.

Já no agreste e seu extenso litoral, as receitas ganham diversidade de ingredientes e cores.

vatapá - culinária nordestina

vatapá – culinária nordestina

O sabor forte e o gosto pela pimenta, no entanto, marcam a culinária nordestina como um todo.

Boa parte dos pratos é encontrada em toda a região, mas o visitante pode encontrar, em cada um dos nove estados, modos especiais de preparo.

Fazem parte do Nordeste a Bahia (BA), Sergipe (SE), Alagoas (AL), Pernambuco (PE), Paraíba (PB), Rio Grande do Norte (RN), Ceará (CE), Piauí (PI) e Maranhão (MA).

Ingredientes Multiculturais na Culinária Nordestina

Além dos frutos nativos da caatinga e do agreste, a culinária nordestina incluiu em seu cardápio novidades trazidas por estrangeiros.

O coco, importante ingrediente da culinária regional, foi trazido da Índia, pelos portugueses.

acarajé - culinária nordestina

acarajé

O sarapatel e a buchada são pratos baseados na culinária lusa.

No Sertão, vaqueiros mantêm o consumo de pratos simples e resistentes, feitos com carne de sol, mandioca, milho e feijão.

Azeite de Dendê 

O Azeite de Dendê tempero presente em boa parte dos pratos típicos, assim como a pimenta malagueta, foram trazidos pelos africanos.

Acarajé e o Vatapá

O acarajé e o vatapá são frutos dessa mistura cultural.

Trata-se de uma culinária rica em temperos e em criatividade. Conheça os principais ingredientes usados na região:

Frutas na Culinária Nordestina 

A imensa variedade de frutas consumidas na região, são feitos principalmente sucos e doces. Algumas delas: goiaba, caju, banana, manga, jaca, araçá, mangaba, sapoti, umbu, cajá e graviola.

Culinária Nordestina

Caju 

O caju também é extraída a castanha, usada em muitas receitas tradicionais.

Azeite de dendê

Azeite de dendê é usado principalmente na Bahia, o azeite de dendê tem uma cor alaranjada, que ajuda a colorir os pratos, e um sabor único. Produzido largamente no sudeste da Bahia, é extraído de uma palmeira originária da costa oriental da África.

Pimenta malagueta 

Pimenta malagueta foi trazida pelos negros da África e é usada principalmente na cozinha baiana.

Leite de Coco 

Leite de coco é feito a partir da carne branca do coco, batida com um pouco de água e coada. É usado, por exemplo, no bobó de camarão.

Peixes e Frutos do Mar 

A costa nordestina fornece peixes, moluscos e crustáceos largamente usados na cozinha local. Vários pratos são feitos à base de camarões graúdos. Caranguejos e siris são servidos em porções.

Feijão

São vários os tipos. Feijão branco, preto, verde e fradinho são os mais usados.

Queijo de Coalho 

Produto típico do sertão nordestino, tem fabricação artesanal. É encontrado principalmente em Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

Milho 

O milho é consumido de inúmeras maneiras, não só no Nordeste. Pode ser cozido ou assado e servir de base para o preparo de canjicas, bolos, sorvete, pamonha, curau, entre outras receitas.

Mandioca 

Mandioca no Nordeste, a versão mais doce dessa raiz é conhecida como macaxeira. A farinha é usada como acompanhamento aos pratos e pode até ser consumida no café da manhã.

Carne Bovina 

É típico encontrar a carne já seca ao sol (a carne de sol) ou seca ao ar e conservada com sal (a carne seca). Pode ser servida em porções ou ser usada como ingrediente de pratos da região.

Culinária nordestina das festas juninas

No interior, uma das tradições são as festas juninas, que contribuíram com a produção de diversos pratos.

A festa, que homenageia os santos católicos Santo Antônio, São João e São Pedro, é o resultado da união dos festejos cristãos com os indígenas, formando algo próximo do que ocorre hoje.

É uma das manifestações mais tradicionais do Nordeste e acontece em todos os estados, que frequentemente disputam o título da maior comemoração.

Além das danças, música típica e brincadeiras, um dos maiores atrativos são os doces típicos servidos.

Os alimentos usados na festa são aqueles cultivados pelos indígenas, como a mandioca, o milho e o amendoim.

Entre os pratos típicos de festa junina estão a pamonha, que, consumida doce ou salgada, é feita com milho ralado e leite; a canjica, feita com milho, açúcar, leite, leite condensado, leite de coco, coco ralado ou amendoim; o pé de moleque – espécie de bolo feito com massa de mandioca, castanhas e uma calda feita de açúcar e manteiga; a cocada, doce de origem angolana feito com coco, leite condensado e leite de coco; e o curau, doce pastoso que tem, como principais ingredientes, creme de milho verde, leite de vaca ou de coco, açúcar e canela.

A festa junina é uma das manifestações mais tradicionais do Nordeste e acontece em todos os estados, que frequentemente disputam o título da maior comemoração.

Além das danças, música típica e brincadeiras, um dos maiores atrativos são os quitutes tipicamente servidos na festa.

Principais Quitutes da Culinária Nordestina

Milho cozido 

Depois de tirar a palha e os cabelos, o milho é cozido e servido com sal e, eventualmente, manteiga.

Canjica 

Também conhecida como curau em vários estados, é um doce feito à base de massa de milho triturado e leite de coco, servido com açúcar e canela em pó.

Pé de moleque 

O doce é feito de maneiras bem diferentes em cada lugar do país. Uma das formas tradicionalmente encontradas nas festas, principalmente em Pernambuco, é uma espécie de bolo feito com massa de mandioca, castanhas e uma calda feita de açúcar e manteiga.

Pé de moleque -culinária nordestina

Pé de moleque

Mais ao sul do país, o doce é feito de rapadura e amendoim.

Cocada 

Doce de coco feito com açúcar branco ou escuro. Pode ser encontrado sendo vendido nas ruas, como um doce de tabuleiro.

Arroz-doce 

Doce feito com arroz e leite. Pode ter leite condensado e ser servido com cravo e canela.

Pamonha 

Doce ou salgada, a pamonha é feita com milho ralado e leite.

Cuscuz

Prato de origem africana, tem diversas receitas que podem levar flocos de milho, sardinha, ovo e molho de bacalhau.

Pratos típicos da culinária nordestina

Buchada 

A receita leva vísceras de bode cozidas no estômago (bucho) do animal. Para estômagos fortes.

Carne de sol com pirão de coalho 

É a carne de sol servida com um pirão feito à base de queijo coalho, leite, manteiga de garrafa e farinha de mandioca.

Baião de dois

Prato feito com feijão verde ou fradinho, misturado ao arroz branco, carne seca ou de sol e queijo coalho. Servido com a típica manteiga de garrafa.

Paçoca de carne seca 

Farofa feita com farinha de mandioca, carne seca moída e cebola. Pode ser servida com banana e acompanhar um baião de dois.

Tapioca

Tapioca - culinária nordestina

Tapioca – culinária nordestina

 A massa à base de goma mandioca é feita em discos, como se fossem panquecas, e são servidas com recheios doces ou salgados.

Acarajé 

Preparado tipicamente pelas baianas, o acarajé é um bolinho de feijão fradinho frito em azeite de dendê. Pode ser recheado com vatapá, caruru e molho de pimenta.

Moqueca 

Ensopado de peixe com leite de coco, azeite de dendê, pimenta e coentro.

moqueca - culinária nordestina

moqueca

Caldo de sururu

Sopa feita com mariscos, leite de coco e azeite de dendê.

Caldo de mocotó

a sopa servida quente é feita com patas de boi, de onde sai o tradicional caldo.

Dobradinha

Prato à base de feijão branco cozido com bucho de boi.

Sarapatel

Com receitas variadas em cada estado, o sarapatel é um ensopado feito com vísceras de porco, carneiro ou bode, engrossado com o sangue do animal. É servido com farinha e pimenta.

Vatapá 

Há várias versões para o creme de camarão, que pode levar pão, farinha de rosca ou fubá, amendoim, castanha de caju, pimenta, leite de coco e azeite de dendê.

Caruru

Assim como o vatapá, este prato caiu no gosto do paraense e também é servido por lá, com algumas modificações. Basicamente, o caruru é um pirão (farinha de mandioca misturada a um caldo quente) feito com quiabo, camarões, tempero verde e azeite de dendê.

Bolo de rolo

O doce é feito com um fino pão de ló enrolado com camadas de goiabada, coberto com açúcar. Servido em fatias finas.

Veja mais no menu acima em “Cultura, História e Religião

Característica, origem e principais alimentos da culinária nordestina

Bahia.ws – Guia de Turismo e Viagem de Salvador, Bahia e Nordeste

Summary
Origem e principais alimentos da culinária nordestina
Title
Origem e principais alimentos da culinária nordestina
Description

A culinária nordestina possuem características da culinária portuguesa, da cultura africana que foi absorvida na época da escravidão e da comida indígena.

 
Share this page
 
 
 
 
%d blogueiros gostam disto:
Play All Replay Playlist Replay Track Shuffle Playlist Hide picture