Curiosidades históricas sobre São Luís do Maranhão

São Luís do Maranhão
São Luís do Maranhão

São Luís do Maranhão foi fundada por franceses, invadida por holandeses, colonizada pelos portugueses.

Qual foi o resultado desta mistura? São Luís!

A capital do Maranhão, no Nordeste, possui um dos maiores patrimônios históricos da América Latina, fruto deste amálgama de diferentes culturas.

São mais de 3.500 imóveis tombados que renderam à cidade o título de Patrimônio Mundial da Humanidade, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO), em 1997.

Os famosos Lençóis Maranhenses, claro, se constituem no principal atrativo turístico do Estado do Maranhão, mas São Luís do Maranhão tem beleza e história.

Roteiro pelo centro histórico de São Luís do Maranhão

Mapa do centro de São Luís do Maranhão
Mapa do centro de São Luís do Maranhão

Neste roteiro a arquitetura é o destaque. Inclusive, essas fachadas acabaram inspirando arquitetos de Lisboa no século XVIII.

Ao contrário do que se pensa, primeiro os portugueses vivendo no Brasil decoraram as fachadas das suas casas com azulejos e só depois a tendência se expandiu por Portugal.

Fachada típica revitalizada de São Luís do Maranhão
Fachada típica revitalizada de São Luís do Maranhão

A técnica de usar cerâmica nas fachadas tinha uma função além da estética, servia para minimizar o calor interno refletindo a luz do sol.

Somente os azulejos portugueses são 150 modelos diferentes, a maioria azul e branco.

As características comuns dos casarões são cerâmica e balcão de ferro. Janelas e portas enormes comunicavam a prosperidade econômica fruto do algodão no século XVIII.

Geralmente, os comerciantes usavam o primeiro piso para instalar seu comércio e viviam com a família no piso superior.

Um tempo depois veio a decadência e a deterioração que só viu perspectiva de melhora com o processo de restauração iniciado no final dos anos 70. Porém, o caminho para recuperar todas ainda é indefinido.

Convento e Igreja de Nossa Senhora do Carmo em São Luis do Maranhão
Convento e Igreja de Nossa Senhora do Carmo em São Luis do Maranhão

A caminhada geralmente começa pela Praça Dom Pedro II, desce as escadarias de Catarina Mina e cai na Rua Portugal, na Praia Grande.

Mais adiante faz uma parada no Largo do Comércio por causa dos bares e a Casa das Tulhas, o lugar para provar e comprar produtos típicos.

Se fizer por conta, quando alcançar a Rua da Paz, siga para a Praça João Lisboa e de lá para a Rua do Sol, onde esta o Teatro Arthur de Azevedo.

Atração com visita guiada que ainda exibe espetáculos. Em frente está a Rua do Ribeirão que leva para a Fonte do Ribeirão e suas lendas.

A Fonte do Ribeirão (1796), com símbolos cristãos e pagãos, era usada para abastecimento da cidade e ainda hoje inspira lendas e crenças populares.

Museu Histórico e Artístico do Maranhão
Museu Histórico e Artístico do Maranhão

Entre elas a lenda da serpente adormecida que não para de crescer nos túneis subterrâneos de São Luís. Um dia vai crescer tanto que sua cabeça vai encontrar o rabo e, quando acontecer, ela vai despertar furiosa soltando fogo até afundar a cidade.

Obviamente, estórias incentivadas pelos poderosos da cidade para evitar curiosos nos subterrâneos onde eles usavam como passagem secreta. Dizem que os tuneis subterrâneos conectam as principais igrejas de São Luís.

5 curiosidades sobre São Luís do Maranhão

Cais da Sagração em São Luís do Maranhão
Cais da Sagração em São Luís do Maranhão
 
A construção do Cais da Sagração, que fica localizado do Centro de São Luís, iniciou no ano de 1841. Em comemoração a coroação de D. Pedro II, no início do Segundo Império, e só foi inaugurada em 1909, quando o Brasil já era república. As obras foram iniciadas no bojo da coroação de D. Pedro II.
 
Ela foi iniciada em razão da coroação de Dom Pedro II, em 1841. Houve várias comemorações no Maranhão.O Exército Brasileiro que estava aqui no estado, se organizou para fazer celebrações. Na ocasião também foi inaugurado monumentos como a Pedra da Memória”, detalha Euges.
 
5 –  O traidor de Tiradentes viveu e foi enterrado em São Luis

Sim, o primeiro delator da história, mais conhecido como traidor de Tiradentes, Joaquim Silvério dos Reis, Coronel Comandante do Regimento de Cavalaria Auxiliar de Borda do Campo, contratador de entradas, fazendeiro e proprietário de minas, que, diante da possibilidade de ter suas dívidas perdoadas pela Coroa, resolveu delatar os inconfidentes, deixando como mártir da Inconfidência Tiradentes.

Uma parte de sua vida, antes de falecer, se passou aqui no Maranhão.

Uma história pouco conhecida e controversa. Para começar, documentos e pesquisas comprovam que ele foi enterrado na Igreja de São João, no Centro de São Luís, porém, há divergências quanto ao que houve depois com seu túmulo e qual teria sido o destino dos seus restos mortais.

Guia de Turismo e Viagem de São Luís do Maranhão

Leave a Comment

You have to agree to the comment policy.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.