Home / Nordeste Guia Turismo / Pernambuco / Piscinas naturais de São José da Coroa Grande

 

São José da Coroa GrandePiscinas naturais e o mar com poucas ondas formam o cenário de praia de São José da Coroa Grande no sul de PE

Escondida na chamada Costa Dourada pernambucana, a cidadezinha de São José da Coroa Grande fica na metade do caminho entre Recife e Alagoas.

As formações de corais que margeiam as praias formam piscinas naturais de águas transparentes, perfeitas para nadar, passear de jangada ou praticar atividades como mergulho e caiaque.

São José da Coroa Grande é a última cidade pernambucana em direção ao sul, a menor praia e a mais povoada.

Margeada por piscinas naturais, a cidade tem sua denominação inspirada nas coroas que emergem nas marés baixas nos bancos de areia entre a beira-mar e os corais.

mapa litoral de Pernambuco

mapa litoral de Pernambuco

São José da Coroa Grande integrava o município de Barreiros no período de 1901. Em 1938 passou a chamar-se Puiraçu, voltando depois à antiga denominação de São José da Coroa Grande. Foi constituído município autônomo em 11 de Abril de 1962.

Anualmente, no dia 11 de abril São José da Coroa Grande comemora a sua emancipação política, o padroeiro da cidade é São José. Com os Distritos Várzea do Una e Abreu do Uma e Engenhos Pau Amarelo, Boa Vista, Gindhy, Boca da Mata, Campinas, Mundo Novo, Morim, Arassú, Serra D’Água, Tentugal, Queimadas, Brejão e Manguinhos, juntamente com a Fazenda São Francisco.

Veja o vídeo sobre de São José da Coroa Grande em Pernambuco

Localizada na Zona da Mata Sul, a 123 km do Recife, São José da Coroa Grande tem no turismo sua principal atividade econômica. Com belas praias e um setor hoteleiro em expansão, o balneário é frequentado por turistas de diversas partes do Brasil.

A agricultura também é um forte fator econômico com o cultivo da cana-de-açúcar, batata doce, banana, coco e mandioca. A pesca artesanal  tem potencialidade de desenvolvimento.

Quem visita São José da Coroa Grande sente-se privilegiado pela beleza de seu mar.

E pela receptividade da população. A praia, com suas piscinas naturais, é um dos lugares preferidos pelos turistas.

Para quem gosta de mergulhar, o mar de São José tem águas límpidas, com peixes coloridos que comem nas mãos dos banhistas. Mesmo com a maré alta, as águas estão sempre calmas, ideal para velejar.

Outra opção é a Várzea do Una, com belíssimas paisagens. Ao chegar lá, uma boa pedida é saborear um caranguejo ou um ensopado de aratú.

Pontos Turísticos em São José da Coroa Grande

O município de São José da Coroa Grande possui 9,9 Km de orla, onde predominam praias arenosas (Praia da Várzea do Una, Praia de Gravatá e Praia da Coroa Grande), bem como inúmeras piscinas naturais.

Praia do Gravatá, Praia Várzea do Una e Praia Coroa Grande

As formações de corais que margeiam as praias formam piscinas naturais de águas transparentes, perfeitas para nadar, passear de jangada ou praticar atividades como mergulho e caiaque.

Os fãs do surf, porém, também marcam presença na região. A praia da vila de Várzea do Una oferece boas ondas e, frequentemente, serve de cenário para campeonatos regionais do esporte. Já os adeptos da caminhada e do rali encontram trilhas nos arredores da mesma praia. Alguns trechos cortam engenhos e fazendas, descortinando paisagens variadas.

A praia do Gravatá fica localizada no distrito do Abreu do Una, onde na época ligava Barreiros até a Vila do Gravatá, pela qual o açúcar era transportado da Usina Central Barreiros até o Porto do Gravatá por locomotiva. O porto era construído de madeira onde ancoravam as barcaças que transportavam açúcar para o Recife e de lá para o Rio de Janeiro.

Igreja de São Benedito

Igreja de São BeneditoA igreja foi construída pelos holandeses, tendo como padroeiro São Benedito, fica localizada no distrito do Abreu do Una. Em 1961 foi demolida pelo senhor de engenho conhecido nas redondezas por Otávio e reerguida mais acima uma nova capela em homenagem a São João Batista.

Na localidade existiu uma festa muito popular, que era a festa de reis, pois era tradicional e todos comemoravam muito. A igreja do Abreu foi uma capela de engenho, feita pelo dono do engenho na década de 20 do século passado.

Museu do Una

A vila abriga ainda o Museu do Una, com acervo formado por mapas, cartas náuticas e artesanato local. A aldeia oferece ainda passeios de barco pelos manguezais, forrós nos finais de semana e barracas que capricham nas receitas à base de camarão, siri, polvo, caranguejo e aratu.

O museu fica localizado no distrito de Vázea do Una em São José da Coroa Grande – PE, fundado em 22 de abril de 2000 por Bertrando Bernardino, com o objetivo de servir de abrigo e preservação da cultura regional e meio ambiente. No interior do museu do Una, encontramos o peixe lua, um dos dois exemplares expostos no Brasil, o outro é em São Paulo.

Engenho Morim

A propriedade está localizada a cerca de 6 km da PE 060. O Engenho Morim foi fundado no século XVIII, pela Baronesa de Gindahy.

As construções existentes contemplam a casa grande, estábulo, banheiro de carrapaticida, estrumeira, moita e casas de moradores, que conservam as linhas arquitetônicas originais. Também observar- se as ruínas da capela, em frente à casa grande.

Em 2003, vendida para Diógenes de Oliveira Paes Barreto e José Lourenço de Oliveira Neto, atuais donos da propriedade.

Piscinas naturais de São José da Coroa Grande

 
Share this page
 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: