Vale do Rio São Francisco tem paisagens hipnotizantes

Este post também está disponível em: Português English

O Vale do Rio São Francisco, ícone do sertão nordestino, descoberto em 1501 por Americo Vespuccio e André Gonçalves no dia 4 de outubro – dia de São Francisco de Assis – nasce em Minas Gerais e atravessa a Bahia de sul a norte, indo até Pernambuco e desaguando na divisa entre Alagoas e Sergipe.

As cidades do Vale do Rio São Francisco em território baiano têm excelente potencial turístico, especialmente para quem gosta de desbravar locais ainda não muito explorados.

Bacia do Rio São Francisco
Bacia do Rio São Francisco

O Vale do Rio São Francisco é a região drenada pelo rio São Francisco e seus afluentes.

Está localizada nos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. 

Os rios, corredeiras, cavernas, cachoeiras, sítios arqueológicos e paredões de pedra escondidos entre a vegetação da caatinga e do cerrado encantam os visitantes do Vale do Rio São Francisco.

Trata-se de uma parte do Brasil que é especial para quem busca sair dos roteiros convencionais e conhecer mais de seu país.

As manifestações folclóricas, o artesanato e a culinária são autênticos, pois não foram adaptados para agradar visitantes, como acontece em certos lugares onde o turismo constitui a maior fonte de renda.

mapa do Rio São Francisco
mapa do Rio São Francisco

Agências de turismo receptivo organizam roteiros e fornecem guias. Paulo Afonso, que atrai praticantes de esportes radicais, é uma boa base para quem deseja navegar pelos cânions do rio São Francisco.

Veja o mapa Lagos de São Francisco

Veja o mapa caminhos do Oeste

Atrações turísticas do Vale do Rio São Francisco

  1. Bom Jesus da Lapa
  2. Barreiras
  3. Juazeiro
  4. Paulo Afonso
  5. Petrolina
  6. São Desidério
  7. Rota do Vinho no Vale do Rio São Francisco

1. Bom Jesus da Lapa

Situada no médio São Francisco, no polígono das secas, uma região pobre, Bom Jesus da Lapa é conhecida como a “Capital Baiana da Fé”.

Bom Jesus da Lapa no Vale do Rio São Francisco
Bom Jesus da Lapa

O Santuário de Bom Jesus da Lapa, local de peregrinação religiosa, fica dentro de um complexo de grutas no topo de uma elevação de aproximadamente 100m, que se destaca na planície.

A “alta estação” religiosa vai de julho a setembro, quando a cidade é visitada por centenas de milhares de pessoas, atingindo seu ápice no dia 6 de agosto, dedicado ao Bom Jesus da Lapa, cuja imagem é carregada em procissão.

2.  Barreiras

A oeste do Rio São Francisco, às margens de seu afluente Rio Grande, está a cidade de Barreiras.

Mais voltada ao turismo de negócios que ao de lazer, pois é o principal pólo político e econômico da região, a cidade reserva surpresas para quem quer encontrar paisagens inusitadas e experimentar novas aventuras.

Barreiras na Bahia no Vale do Rio São Francisco
Barreiras

Nas redondezas há sítios arqueológicos, montanhas boas para trekking, cachoeiras e paredões de pedra para rappel, corredeiras para rafting e cavernas. Seus rios são ótimos para pescarias, canoagem e bóia-cross.

O maior evento da cidade de Barreiras, é a micareta Barreiras Folia, um Carnaval fora de época que atrai principalmente a moçada. O mesmo cuidado vale para os períodos de Carnaval e de festas juninas, quando a Bahia esquece o axé e ferve ao ritmo do forró.

3. Juazeiro

Quem imagina que Juazeiro, no norte da Bahia, às margens do Rio São Francisco, seja um lugar agreste e atrasado, se engana. A cidade é moderna, tem prédios novos e ruas pavimentadas, ladeadas por carnaúbas.

Juazeiro no Vale do Rio São Francisco
Juazeiro

Na orla do rio existe um passeio público onde os habitantes vão ver o pôr-do-sol e usufruir a paisagem.

O São Francisco tem várias ilhas fluviais na região de Juazeiro. A de Massanganos é uma das preferidas da moçada, que organiza, à luz de fogueiras, luaus que só terminam ao amanhecer.

Para os amantes do trekking há trilhas que levam às serras e às pinturas rupestres nas paredes de um grande cânion.

4. Paulo Afonso

A cidade situada em uma ilha no Rio São Francisco tem origem em um povoado surgido em 1725 na sesmaria de Paulo Viveiros Afonso.

Paulo Afonso no Vale do Rio São Francisco
Paulo Afonso

Em 1913, o empresário e engenheiro Delmiro Gouveia construiu nesse trecho do rio a hidrelétrica de Angiquinho, que funcionou até 1960.

No Rio São Francisco, navegável nas proximidades de Paulo Afonso, podem ser feitos passeios de catamarã e praticados esportes náuticos.

O artesanato local inclui artigos de couro, palha, cipó, redes e rendas. A estrutura turística é satisfatória.

5. Petrolina

O lado pernambucano das cidades-irmãs do Velho Chico está entre os melhores destinos para ecoturismo no Brasil.

Isso quer dizer que você encontrará várias alternativas de passeios em Petrolina, desde tours pelas prestigiadas vinícolas da região até as ilhas em meio ao São Francisco, passando por muita cultura, artesanato e gastronomia.

Bacia do Rio São Francisco
Bacia do Rio São Francisco

6. São Desidério

São Desidério é uma cidadezinha que fica na região oeste da Bahia localizada a 900 km de Salvador e vem ganhando fama entre os turistas que são apaixonados por natureza e esportes radicais.

Isso porque a cidade possui mais de 100 grutas perfeitas para quem gosta de escaladas e trilhas.

7. Rota do Vinho no Vale do Rio São Francisco

A produção de vinhos no Vale do São Francisco está concentrada entre Bahia e Pernambuco, no eixo Petrolina-Juazeiro. Conheça nosso roteiro na Rota do Vinho no Vale do Rio São Francisco, recheado de surpresas e experiências inesquecíveis.

A cidade base é Petrolina, e de lá saem os passeios para explorar as principais vinícolas nos municípios de Lagoa Grande e Santa Maria em Pernambuco e Casa Nova, na Bahia.

Um roteiro para conhecer a produção de vinhos tropicais, com uvas cultivadas em um ambiente pouco propício para a produção de vinhos – solo seco, argiloso, pedregoso, e muito sol. Descubra a história vitivinícola da região, as técnicas de manejo dos vinhedos e desfrute de vinhos finos tranquilos e espumantes. Tudo isso à beira do Rio São Francisco.

Curiosidades da região

  • Uvas emblemáticas da região: Syrah. Tempranillo e Moscato
  • A região produz os chamados vinhos tropicais, com originalidade e identidade própria da região tropical, distinta no mundo vitivinícola.
  • Em um mesmo dia, você consegue ver os vinhedos em diferentes fases: repouso, poda, brotação e colheita
  • No Vale do São Francisco, o ciclo da videira é de 4 meses, o que resulta em 2 safras por ano, o que normalmente, no mundo do vinho, ocorre apenas 1 safra por ano.
  • Épocas de colheitas: de abril a agosto e de outubro a fevereiro. Viajar nestes períodos é interessante para vivenciar a experiência de colher as uvas!
  • A região é responsável por 90% da produção de uvas de mesa do Brasil e a maior produtora de manga do país.

Bahia.ws é o maior guia de turismo e viagem da Bahia e Salvador.

Não perca nenhuma Publicação!

Não fazemos spam!

Hide picture