Home / Bahia e Salvador Guia de Turismo / Chapada Diamantina / Lençóis é a porta de entrada para a Chapada Diamantina

 

Lençóis na Chapada DiamantinaA cidade de  Lençóis surgiu quando foram descobertas jazidas de diamantes em Mucugê, em meados do século XIX.

Naquela época, aventureiros chegavam em grande número e montavam barracas que, de longe pareciam lençóis estendidos, o que deu origem ao nome.

Lençóis foi a mais rica da Chapada durante o Ciclo do Diamante. Até mesmo um consulado francês foi instalado ali, para facilitar a exportação das valiosas pedras.

Quando as jazidas se esgotaram, Lençóis entrou em decadência, sobrevivendo da extração de carbonatos e tendo que suportar os desmandos dos coronéis, que provocaram grandes conflitos na região.

Mapa da Chapada Diamantina

Mapa das Trilhas e Pontos Turísticos da Chapada Diamantina

O mais famoso deles foi o Coronel Horácio de Mattos, de grande influência política, inclusive junto ao Governo Federal.

A arquitetura de Lençóis preserva a memória dos tempos de opulência. As manifestações folclóricas têm lugar de destaque; as mais animadas são as festas juninas promovidas em praça pública, com shows, cavalhadas, forrós e quadrilhas.

O Festival de Inverno de Lençóis conta com apresentação de renomados artistas com entrada franca.

O comércio, os restaurantes, os bares e os principais serviços se concentram nas ruas próximas à praça principal de Lençóis, onde acontece o forró.

Pontos turísticos de Lençóis na Chapada Diamantina

Igreja Nosso Senhor dos Passos – Restaurada em 2008, a antiga igreja consagrada ao padroeiro dos garimpeiros é um belo exemplar da arquitetura religiosa.

Museu Afrânio Peixoto - Lençóis

Museu Afrânio Peixoto

Museu Afrânio Peixoto – Casa onde morou Afrânio Peixoto (1876-1947), médico legista, político, professor, crítico, ensaísta, romancista e historiador literário, nascido em Lençóis e membro da Academia Brasileira de Letras.

Igreja Nosso Senhor dos Passos

Igreja Nosso Senhor dos Passos

No museu estão os objetos que pertenceram ao ilustre personagem, além do seu fardão da Academia.

Serrano – Lajeado em declive, por onde correm as águas do rio Serrano. Na época de seca, dá origem a poços utilizados pelas lavadeiras, que são parte do folclore local e possuem até mesmo sua entidade de classe: a Associação das Lavadeiras.

Salões de areias coloridas – A caverna possui salões com paredes formadas por areias de várias cores usadas para fazer desenhos em

Salões de areias coloridas - Lençóis

Salões de areias coloridas

garrafas, exemplares do mais tradicional artesanato nordestino.

Cachoeirinha – Várias quedas d’água com altura de mais ou menos 5m proporcionam uma excelente hidromassagem natural.

Poço do Harley – O tom de cobre das águas dessa piscina natural é provocado pelo dióxido de ferro. Excelente para banho, é um passeio que tranqüilamente se pode fazer a pé, passando pelo Serrano e pelos salões de areias coloridas.

Cachoeira da Primavera

Cachoeira da Primavera

Cachoeira da Primavera – Uma trilha que atravessa curiosas formações rochosas o levará a esta cachoeira. É recomendável estar acompanhado de um guia.

Cachoeira do Sossego – A erosão formou dois paredões de pedra. A água cai de uma altura de 14m em uma piscina de águas avermelhadas. A caminhada requer esforço fisico, mas compensa.

Ribeirão do Meio – Antigo garimpo onde existe uma rampa natural de pedras lisas, conhecida como “escorrega”. O mergulho no poço é delicioso, mas seja cuidadoso com as pedras no fundo.

Poço do Diabo – Nesse local uma cachoeira forma diversos poços. O maior deles, o Poço do Diabo, é excelente para banho. No local, onde há bares e restaurantes, foi instalada uma tirolesa.

Gruta do Lapão

Gruta do Lapão

Gruta do Lapão – É a segunda maior caverna de quartzito da América do Sul. Sua saída de mais de 60m de altura é ótima para a prática de rappel.

Cachoeira do Mandassaia – São duas quedas d’água. A primeira, temporária, divide-se em seis, formando um lindo espetáculo. A segunda, perene, tem altura aproximada de 10m.

Serra das Paridas – Inscrições rupestres variadas, ainda objeto de estudos arqueológicos. Certas figuras, segundo alguns se assemelham a extraterrestres. Já de acordo com outros, trata-se simplesmente de seres humanos. Nos arredores, existem cachoeiras.

Vila do Remanso – Antigo quilombo onde vive isolado um grupo de descendentes de africanos e índios, todos parentes entre si. A animada vila tem tradição de promover o melhor forró da região. As manifestações religiosas estão ligadas ao Jarê, uma vertente do candomblé, encontrada somente na Chapada.

As festas acontecem em setembro. Junto ao rio, barracas vendem pratos à base de peixes, entre eles o molê, que dizem ser afrodisíaco.

Bahia.ws é o maior guia de turismo e viagem da Bahia e Salvador.

Guia de Turismo e Viagem de Lençóis na Chapada Diamantina

Summary
Guia de Turismo de Lençóis na Chapada Diamantina
Title
Guia de Turismo de Lençóis na Chapada Diamantina
Description

A arquitetura de Lençóis preserva a memória dos tempos de opulência e ss manifestações folclóricas têm lugar de destaque.

 
Share this page
 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: