Home / Bahia e Salvador Guia de Turismo / Costa dos Coqueiros / Guia de Turismo do Mangue Seco na Bahia

 

Mangue Seco BahiaMangue Seco fica encurralado entre a foz do Rio Real e as imensas dunas.

A dificuldade do acesso de barco, através do rio Real – é o que torna Mangue Seco mais atraente e a mantém naturalmente rústica. As poucas ruas são cobertas de areia fina e macia.

Mangue Seco está localizado no município de Jandaira, no extremo norte do litoral baiano, na divisa com Sergipe. Embora rústica, a vila encanta a todos os visitantes.

Na travessia do Rio Real já se avistam os coqueiros e os barcos no porto: uma paisagem inigualável. Claro que, no desembarque, os “bugreiros” oferecerão passeio nas dunas.

Veja o mapa Costa dos Coqueiros

Resista ao assédio; instale-se em sua pousada e vá conhecer a vila, que é pequena, com ruas de terra, burricos ao sol, uma igrejinha do século XIX dedicada a Bom Jesus dos Navegantes e um espaço comercial, o “Shopping Mangue Seco”, onde há artesanato da região.

video

Depois disso. contrate um passeio para reconhecimento do território e peça para ser levado ao mirante, de onde se tem visão panorãmica de Mangue Seco e, no final da tarde, um pôr-do-sol magnífico. As praias ficam a 2 km da vila; uma caminhada de meia hora ou menos, cortando pelas dunas. Para chegar às praias mais distantes o melhor transporte é o bugre (buggy).

Os passeios de barco pelo Rio Real até o povoado de Apraius. a 10 km da vila, que passam pelo manguezal são ideais para observação de pássaros. Dunas, mar, rios, mangues, coqueirais e histórias sobre as filmagens de Tíeta acompanharão sua estada.

As noites de lua cheia são especiais; os manguenses mantêm a tradição das serenatas que contam casos de assombrações. Até pouco tempo a hospedagem nesse pedaço de mundo era muito precária, com pousadas improvisadas em casas de pescadores, mas agora há luz elétrica, antena de celular e alguns hotéis. Ao contratar hospedagem, pergunte sobre a aceitação de cheques ou cartões de crédito, mas também leve dinheiro vivo, pois não há bancos na vila.

Não saia de Mangue Seco sem provar a moqueca de aratu (caranguejo do mangue} e dar uma passada no Recanto da Dona Sula. Na casa que serviu de cenário para a novela global Tieta, D. Ana Flora, filha de D. Sula, segundo a tradição de sua mãe, faz doces, sorvetes e licores. O imóvel pertenceu a um primo de Jorge Amado, que o hospedou ali em 1935. quando o escritor estava sendo perseguido pelo Estado Novo. O vilarejo inspirou seu romance TietadoAgreste, publicado em 1977.

Praia da Bela Vista – Excelente para banho nas piscinas naturais formadas na maré baixa. Quando a maré está alta. as ondas são grandes e fortes.

Vila Coqueiros – Vilarejo muito simples, com casas de pescadores, pracinha e igreja. De um lado ficam as dunas, de outro. o mangue. A população local tem por atividades de subsistência a pesca, a coleta de mariscos e a extração do coco. À noite. o único bar da cidade recebe numerosos visitantes de Mangue Seco.

Praia do Coqueiro – Deserta com dunas é área de desova de tartarugas marinhas. Atenção para as sinalizações do Projeto Tamar.

Praia do Vaporzinho – Nessa praia deserta encontra-se a carcaça do vapor Baependi, torpedeado pelos alemães em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial. Os restos do navio se tomaram um grande pesqueiro, atração para mergulhadores e praticantes da pesca submarina. As águas são profundas: banhos de mar, só para bons nadadores. Perto estão as instalações da maricultura Fazenda Lagoa Vermelha, onde se criam camarões-da-malásia. Leve água e lanche.

Bahia.ws é o maior guia de turismo e viagem da Bahia e Salvador.

 
Share this page
 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto:
Play All Replay Playlist Replay Track Shuffle Playlist Hide picture