Home / Nordeste Guia Turismo / Alagoas / Rio do São Francisco / Piaçabuçu esta perto da foz do rio São Francisco

 
PiaçabuçuPiaçabuçu em Alagoas esta debruҫada sobre a margem esquerda do São Francisco, já bem perto da foz, Piaҫabuҫu tem no rio seu principal atrativo. Ir de barco ou de buggy até o ponto em que as aguas do Velho Chico encontram o mar é programa obrigatório.

A praia do Pontal do Peba, notória pela pesca do camarão, convida a um passeio relaxante. Piaҫabuҫu está a 138 quilometros de Maceió pela AL – 101 e a 26 quilometros de Penedo, por estrada asfaltada e em boas condiҫões.

Veja o mapa turístico de Alagoas

FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO

São varios os locais em que o turista pode tomar um barco para percorrer os 13 últimos quilometros do rio São Francisco. Em geral, perto dos bares à beira da estrada que leva até Piaҫabuҫu.

Há ainda a opҫão de recorrer aos barqueiros que fazem ponto no cais da cidade de Piaçabuçu.

De saveiro, o programa dura cerca de duas horas e meia (ida e volta), em meio a uma paisagem composta por mangues e dunas. Perto da foz,o barco pára e o passageiro pode caminhar até o encontro das aguas, lugar que integra a APA de Piaҫabuҫu.

O buggy é outro transporte viável: são 21 quilometros rodados em quase tres horas pela praia do Pontal do Peba. Atravessam-se fazendas até um ponto próximo das dunas e de lá deve-se continuar a pé até a foz.

Se a coragem permitir, o turista pode percorrer de 3 a 5 quilometros num para-quedas puxado pelo buggy.

PRAIA DO PONTAL DO PEBA

Com 23 quilometros de extensão, dos quais apenas dois são urbanizados, a praia do Pontal do Peba fica a 13 quilometros do centro de Piaҫabuҫu. De areia fina e batida e dunas ao fundo, e ponto de desova de tartarugas marinhas e um dos grandes centros de pesca de camarão do Nordeste.

E, ainda, apropriada para a pesea de arremesso. Um inconveniente: o trafego intenso em alguns trechos, pois pousadas e restaurantes dividem espaҫo com casas de pescadores e de veraneio.

PELAS CURVAS DO SÃO FRANCISCO

A nascente do rio São Francisco brota na serra da Canastra, em Minas Gerais, e segue em direҫão ao Nordeste, onde corta as terras aridas de quatro estados. Suas aguas separam a Bahia de Pernambuco e Sergipe de Alagoas, em um trajeto tortuoso de aproximadamente 3 mil quilometros até desaguar no mar.

O rio banha quase quinhentos municípios, e desde 1847 outras cidades pleiteiam um desvio de rota que resolva a carencia de agua num interior de chuvas raras – O projeto de transposiҫão vem sendo arquivado e retomado internutentemente, sempre sob intensa polemica.

Em território baiano, o Velho Chico sacia a sede da populaҫão de Bom Jesus da Lapa, Barra e Juazeiro, cidades que reverenciam com fervor o santa que batiza o rio; o misticismo que o acompanha ao longo do percurso esta evidente também nas famosas carrancas – imagens monstruosas colocadas na proa dos barcos para afugentar maus espiritos.

No São Francisco foi construída a primeira hidrelétrica do Brasil – a de Angiquinho, no ano de 1913. Atualmente, o rio está represado em Sobradinho, Paulo Afonso e, mais adiante, em Xingó, já no estado de Alagoas. Na pernambucana Petrolina, e ele que irriga plantaҫões de frutas.

Seu grande potencial turistico, porem, só é bem explorado em Canindé do São Francisco, em Sergipe, e nas cidades alagoanas de Piranhas e Penedo, proximas do ponto em que ocorre o belo encontro de suas águas com as do oceano Atlantico.

Guia Turismo e Viagem do Rio do São Francisco em Alagoas

 
Share this page
 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: