Home / Nordeste Guia Turismo / As mais belas piscinas naturais do Nordeste – Dicas

 
Piscinas Naturais do Nordeste - Porto de Galinhas

Piscinas Naturais do Nordeste – Porto de Galinhas

As piscinas naturais do nordeste são verdadeiros aquários naturais a céu aberto com águas praticamente transparentes, peixinhos coloridos e são ideais para relaxar junto à natureza.

Você pode relaxar nas piscinas naturais com água morninha e sem correnteza, as águas são rasas, só precisa de máscara e snorkel para contemplar todos os encantos que vivem nos corais. 

Região Nordeste é característica por apresentar o mais belo litoral do país.

As paisagens exuberantes, encantam os olhos dos muitos turistas que viajam para a região.

Entre os destinos escolhidos as piscinas naturais são sem dúvida as mais visitadas do país.

Dicas para aproveitar as piscinas naturais do Nordeste

Dicas para aproveitar as piscinas naturais do Nordeste

Dicas para aproveitar as piscinas naturais do Nordeste

As piscinas geralmente se formam na maré baixa, então vale a pena consultar o período ideal antes de embarcar em uma viagem paradisíaca.

12 Piscinas Naturais mais Bonitas do Nordeste – vídeos

1. Piscinas Naturais do Seixas – Paraíba

A praia do Seixas na Paraíba faz limite com a praia da Penha ao sul e praia do Cabo Branco ao norte, sendo frequentada principalmente pela população de bairros da zona sul da cidade.

Piscinas Naturais do Seixas na Paraíba

Piscinas Naturais do Seixas na Paraíba

Nas imediações do Farol do Cabo Branco, na Praia do Seixas, encontra-se o local ideal para os adeptos do mergulho e esportes náuticos: as Piscinas Naturais do Seixas, onde encontramos centenas de espécies de peixes, algas, répteis (tartarugas marinhas), moluscos, crustáceos e outros organismos marinhos.

Um cenário paradisíaco, repleto de biodiversidade e de momentos únicos para a sua vida.

Chamado de “Caribe Brasileiro” as piscinas ficam a 10 minutos de navegação da Praia do Seixas, e são repletas de biodiversidade. Centenas de espécies de peixes, algas, répteis e muitos outros animais de vida marinha são vistos nos corais.

2. Praia de Maracajaú no RN

Um dos destinos mais procurados por viagens bate-e-volta partir de Natal, Maracajaú deve parte de sua fama aos parrachos (conjunto de recifes) que se formam a 7 km da costa.

Maracajú no RN

Maracajú no RN

A 60 km de Natal, Maracajaú impressiona pelas água límpidas.

Os passeios aos famosos “parranchos”, assim conhecidas as piscinas naturais, depende da variação da maré.

Maracajaú está localizado no município de Maxaranguape, a 55 quilômetros de Natal, no Litoral Norte do Rio Grande do Norte, Brasil.

Barcos, lanchas e catamarãs sempre estão a postos na hora ideal da maré para levar os turistas para lá.

Mergulhar com os peixinhos rendem grandes fotografias.

Porém, ao contrário de Maragogi e Porto de Galinhas, as piscinas naturais de Maracajaú tem uma profundidade média de 1,5 m, ou seja, pouco recomendada para crianças e quem não sabe nadar.

Seria um problema se a praia não tivesse outros atributos. Emoldurada por dunas e coqueiros, a faixa de areia garante sombra e restaurantes escondidos entre as árvores.

O parque aquático Manoa tem piscinas e toboáguas para toda a família.

3. Morro de Fora – Fernando de Noronha (PE)

Uma das piscinas naturais mais queridas de quem visita Fernando de Noronha, é a que fica localizada na parte do Morro de Fora banhado pelo Praia do Meio e Praia da Conceição.

Morro de Fora em Fernando de Noronha

Morro de Fora em Fernando de Noronha

Por meio de uma trilha é possível chegar ao Morro. Nos dias de mar calmo é possível atravessar de uma praia à outra. Apesar de não ser preciso guia ou agendamento, é preciso ter cautela e ficar atento à tábua das marés.

4. Lagoa Azul – Jericoacoara (CE)

Considerado o cartão postal de Jericoacoara, a cerca de 305 km de Fortaleza, o cenário é perfeito para quem busca relaxar deitado em redes dentro das piscinas naturais do local.

Lagoa Azul em Jericoacoara

Lagoa Azul em Jericoacoara

Cheia de belezas naturais ao seu redor, a Lagoa Azul chama atenção por conta da beleza exuberante, através de águas cristalinas. Há passeios de jangada para os que querem praticar mergulho nas partes mais profundas da lagoa.

5. Carneiros – Tamandaré, PE

As piscinas naturais de Carneiros, assim como a maioria do Nordeste, depende da baixa das marés. O local que fica a poucos metros da praia, se enchem de peixinhos coloridos que divertem os turistas.

Praia dos Carneiros em Tamandaré PE

Praia dos Carneiros em Tamandaré PE

Sempre que a maré está baixa, os recifes da Praia dos Carneiros formam piscinas naturais maravilhosas. Quem quer curtir as piscinas pode ir andando pela praia até os recifes. É um dos destinos preferidos de quem está em Recife, Porto de Galinhas e arredores.

6. Lençóis Maranhenses – MA

Não há como não se encantar com a beleza exuberante dos Lençóis Maranhenses.

O “deserto molhado” do Nordeste consiste em centenas de quilômetros de dunas e areia preenchidas por piscinas naturais gigantescas.

Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses

A paisagem com mais de 155 mil hectares de pura beleza, dispõe de 70 km de praias desertas.

Os famosos contornos vão se ganhando forma com as piscinas naturais verdes ou azuis que vão se formando em decorrência das chuvas. Destino certo de milhares de turistas nos meses de junho a setembro.

7. Praia do Forte – Mata de São João, BA

Em mais de 12 km de extensão de pura beleza, a Praia do Forte reúne praias e piscinas naturais. A maior das piscinas naturais é do Papa Gente, onde é possível mergulhar e acompanhar de perto a vida marinha local. As belezas se formam na maré baixa.

Praia do Forte na Bahia

Praia do Forte na Bahia

Com 50 km de extensão, Papa Gente apresenta recifes que chegam a uma profundidade de 7 metros em alto mar. Entre os corais é possível observar diversas peixes coloridos, tartarugas, siris e muitos outros.

8. Porto de Galinhas – PE

Referência em belezas naturais, Porto de Galinhas é destino certo dos turistas que vão para Recife. Consideradas as piscinas naturais mais conhecidas da região, a viagem até os recifes dura cerca de 15 minutos.

Porto de Galinhas em Pernambuco

Porto de Galinhas em Pernambuco

As piscinas naturais ficam na praia de Porto de Galinhas, a praia é protegida pelos arrecifes de corais, por isso o mar tão calmo, com águas transparentes e água morna. Ir a Porto de Galinhas e não visitar as piscinas naturais é como ir a Roma e não jogar uma moedinha na Fontana di Trevi.

9. Picãozinho – PB

Distante apenas 1,5 km da praia de Tambaú, as piscinas naturais de Picãozinho surgem na maré baixa, apresentando formações de corais. Um dos passeios náuticos mais apreciados da região é o mergulho em meio aos peixes. O passeio é feito durante o ano todo, mas as águas são mais claras de dezembro a março.

Picãozinho na Paraíba

Picãozinho na Paraíba

O trajeto até Picãozinho é feito através de catamarãs, que levam cerca de 20 minutos para chegar às piscinas naturais. A duração do passeio é de aproximadamente três horas.

10. Baía dos Porcos – Fernando de Noronha, PE

Repleto de atrativos naturais de beleza única, Baía dos Porcos é um dos lugares mais cobiçados da região.

A praia de apenas 100 metros de extensão, tem sua faixa de areia rodeada de rochas vulcânicas, ficando sob a sombra do Morro dos Dois Irmãos.

Baía dos Porcos em Fernando de Noronha

Baía dos Porcos em Fernando de Noronha

Na maré baixa, são formadas as piscinas naturais de águas verdes e azuis. A vida marinha desfila aos olhos dos visitantes. O acesso a praia é feito pela Cacimba do Padre. A Baía dos Porcos é um dos melhores lugares para a prática de mergulho livre.

11. Galés de Maragogi – Maragogi – AL

Aproximadamente 6 quilômetros mar a dentro, de lancha ou em barco regional, chega-se nas Galés de Maragogi, um aquário natural de águas claras, formando uma grande piscina em alto mar, repleta de corais e pequenos bancos de areia.

Galés de Maragogi – Maragogi

Galés de Maragogi – Maragogi

Todos os dias dezenas de barcos levam os visitantes para conhecer as famosas piscinas naturais de Maragogi, que aparecem apenas durante a maré baixa.

Com isso os horários dos passeios são variados, dependendo exclusivamente desse fenômeno.

Durante um dia a maré costuma oscilar mais de uma vez. Garantir uma foto nas águas cristalinas lotadas de peixinhos coloridos é o objetivo de qualquer viajante que escolhe como destino o estado de Alagoas.

A vida marinha da região é bem rica e diversificada, quem se propõem fazer o mergulho com cilindro tem grande chance de ver diferentes espécies, como polvos e arraias.

Os mais sortudos podem presenciar uma tartaruga ou outra, mas essas espécies não são tão comuns na região.

12. Taipu de Fora – Península de Maraú – BA

O principal atrativo da Península de Maraú são as piscinas naturais de Taipu de Fora.

A combinação água cristalina, recife de corais, alta diversidade de vida marinha em uma paisagem repleta de coqueiros garantem a diversão e o colírio aos olhos!

Taipu de Fora - Península de Maraú

Taipu de Fora - Península de Maraú

O que nem todo mundo sabe é que a formação das piscinas naturais depende da maré.

Só há piscinas naturais no horário da maré baixa, que varia diariamente. Fora dos horários de maré baixa, a Praia de Taipu de Fora é uma praia com ondas, inclusive com alguns pontos ótimos para surfar!

A maré baixa ocorre 2 vezes ao dia (a cada 12 horas) e sofre influência direta da lua.

Em média, o horário da maré baixa ocorre uns 40 minutos mais tarde do que no dia anterior.

A tábua de marés, disponível em uma busca rápida na internet, informa o horário diário da maré baixa. Caso não encontre a tábua de marés de Barra Grande, é possível se basear na tábua de marés de Ilhéus.

As mais belas piscinas naturais do Nordeste – Dicas

Guia de turismo e Viagem do Nordeste

 
Share this page
 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto:
Play All Replay Playlist Replay Track Shuffle Playlist Hide picture