Naufrágio da Corveta Ipiranga no arquipélago de Fernando de Noronha

corveta Ipiranga
corveta Ipiranga

Um dos naufrágios mais famosos do Brasil a Corveta V 17 – Ipiranga, da Marinha do Brasil, descança a cerca de sessenta metros nas águas da Ponta da Sapata em Fernando de Noronha.

Muito bem protegida pelas operadoras de mergulho da ilha, a corveta Ipiranga têm praticamente todas as suas estrutruras preservadas e em seu interior estão quase todos os objetos e pertences que foram abandonados pelos tripulantes durante o naufrágio.

Histórico na Corveta Ipiranga

A Corveta foi o quarto navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, ao riacho histórico de São Paulo em cujas margens, simbolicamente, teria sido declarada a Independência do Brasil.

A Corveta sofreu um acidente de navegação e afundou a 62 m de profundidade perto da ilha de Fernando de Noronha, tornando-se um dos mergulhos mais conhecidos da região e do Brasil.

O batimento da quilha ocorreu em 17 de outubro de 1953.

Foi incorporada à Armada Brasileira em 1955. Em 1983, naufragou, durante uma comissão em Fernando de Noronha. Seus destroços encontram-se numa profundidade de aproximadamente 62 metros.

A corveta realizava viagem de patrulhamento pela costa nordeste do país.

Numa manhã de mar calmo, o navio proximava-se de Fernando de Noronha, onde realizaria tarefas de apóio a guarnição da ilha, quando subtamente chocou-se com a Cabeça da Sapata.

Vídeo sobre a Corveta Ipiranga

Esta rocha, localizada ao largo da Ponta da Sapata, se projeta de mais de 70 metros de profundidade até pouco menos de 2 metros durante a maré baixa.

Embora seja um conhecido perigo a navegação, que suspeita-se inclusive ter provocado o naufrágio da Nau de Américo Vespúcio, não há sinalização náutica no local.

mapa dos pontos de mergulho em Fernando de Noronha
mapa dos pontos de mergulho em Fernando de Noronha

Após o choque com a cabeça da Zapata, a Corveta Ipiranga afunda lentamente.

Ao fundo o Morro do Pico da posição em que a corveta Ipiranga acabou por naufragar.

Corveta Ipiranga no fundo do mar
Corveta Ipiranga no fundo do mar

A tripulação foi socorrida pelos pescadores da ilha Fernando de Noronha.

Após o choque, a Corveta V-17 demorou cerca de 8 horas para afundar. Durante esse período, várias embarcações da ilha aproximaram-se da corveta auxiliando nos trabalhos de descarregamento e retirada de diversas peças importantes e dos tripulantes.

O inquérito da marinha concluiu que não haviam culpados pelo acidente

Bahia.ws – Guia de Turismo e Viagem da Bahia, Salvador e Nordeste

Leave a Comment

You have to agree to the comment policy.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.