Home / Nordeste Guia Turismo / Sergipe / Pirambu é um centro pesqueiros do Nordeste e também possui belas praias

 
Pirambu em SergipePitambu esta situada no litoral norte de Sergipe, numa região conhecida como Costa dos Manguezais, a cidade de Pirambu é uma das mais visitadas do estado.

Com localização privilegiada, na foz do Rio Japaratuba, banhada pelo Rio Pomonga e pelo Oceano Atlântico, a cidade é considerada um dos maiores centros pesqueiros do nordeste.

Atualmente, o município conta com uma população aproximada de 9 mil habitantes e tem apresentado desenvolvimento nos últimos tempos.

A cada ano Pirambu reforça a sua vocação para o turismo. Lagoas, dunas, manguezais, trilhas e cachoeiras são cenários perfeitos para curtir bons momentos e relaxar.

Vale conferir também a Reserva Ecológica de Santa Isabel, que é mantida pelo Projeto Tamar e abriga um dos principais centros de estudo das tartarugas, arinhas. Além das belezas naturais, a grande quantidade de festas e eventos ao longo do ano atrai milhares de pessoas de várias partes do país.

Essa característica faz de Pirambu o lugar ideal para desfrute de turismo ecológico, lazer e dos prazeres da mesa, com a diversidade de peixes e frutos do mar, além de divertimentos, em bares e casas noturnas.

Quem lá visitar, confirmará a fama da fartura que se evidencia principalmente de camarões. Na desembocadura do rio Japaratuba, há o terminal pesqueiro que no período de pesca movimenta mais de 40 barcos deslizando para o alto mar, fazendo parte de um dos belos cenários da praia.

Praias do litoral de Sergipe

Praias do litoral de Sergipe

A volta dos barcos movimenta a economia da cidade, as duas fábricas de gelo desovam sua produção, os comerciantes que levam camarão para cidades como Salvador, Maceió e Recife se revesam na espera do produto sempre absorvido pelo mercado.

O siri patola que é pescado em alto mar e era descartado por ignorância do sabor, agora é disputadíssimo pois uma fritada do mesmo tem sabor igual ou superior a qualquer prato de camarão.

Pirambu – História e Dicas

Para algumas fontes, a nomenclatura do município vem de um peixe comum na região (o pirambu), para outras vem do nome de um chefe indígena que habitou a antiga povoação.

A povoação chamada inicialmente de “Ilha” passou a ser habitada por pescadores no início do século XX, que praticavam a pesca de subsistência nos rios Pomonga, Japaratuba e no Oceano Atlântico, além da caça e agricultura.

O comércio era baseado no escambo e as moradias feitas de palha. Em 1911 foi instalada uma casa comercial e fundada a colônia de pescadores. Em 1912 a povoação passou a condição de vila, onde foi construída a igreja em homenagem a Nossa Senhora de Lourdes. Em 1934 com a emancipação de Japaratuba de Capela, Pirambu subiu à condição de povoado.

Na década de 60 do século XX, um grupo de lideranças locais iniciou um movimento de emancipação política de Pirambu. João Dória do Nascimento, vereador de Japaratuba; Manuel Amaral Lemos, produtor rural; Abelardo do Nascimento e José Lauro Ferreira, pescadores; e Xavier dos Santos encabeçavam o movimento.

Em 26 de novembro de 1963 foi sancionada o projeto de lei apresentado pelo deputado estadual Nivaldo Santos, que elevava o povoado à categoria de município com a denominação de Pirambu, desmembrado de Japaratuba. Com a popularidade, o vereador japaratubense João Dória do Nascimento foi eleito o primeiro prefeito de Pirambu, tomando posse em agosto de 1965.

O município apresenta temperatura média anual de 26ºC com precipitação média de chuvas de 1650 mm/ano, com maior período chuvoso entre março e agosto (outono-inverno).

O relevo é representado por planícies litorâneas (dunas, várzeas e baixios pantanosos); tabuleiros costeiros e colinas. Sua vegetação varia da higrófila e manguezal, restinga, capoeira, caatinga, cerrado, campos limpos e sujos. O município está inserido na bacia hidrográfica do rio Japaratuba.

O acesso ao município a partir de Aracaju, é feito pela Ponte Construtor João Alves (Aracaju/Barra dos Coqueiros) seguindo pela rodovia SE-100, em um percurso de cerca de 31 quilômetros de dunas, praias e manguezais.

O Japaratuba é o principal rio do município, tendo ainda os rios Sapucaia, Brito, Poxim e Papagaio em seu território (o rio Pomonga deságua no rio Japaratuba nos limites com Santo Amaro das Brotas, mas não percorre solo pirambuense).

Destacam-se ainda as lagoas, como a de Pirambú, Catu, Camurupim, Titaras, Redonda, Grande, Seca, Santa Isabel e a do Sangradouro, a maior de Sergipe, desaguando no Oceano Atlântico, no povoado Lagoa Redonda.

Atrações Turísticas de Pirambu

Reserva Biológica de Santa Izabel – Possui 2.776 ha e 45 km de extensão de praias. Foi criado por decreto em 20/10/88 para proteger delicados ecossistemas costeiros compostos de dunas fixas e móveis, manguezais e lagoas temporárias e permanentes. Além da importante ocorrência de tartarugas marinhas, é uma região de proteção de outras importantes classes de animais e vegetais.

A praia Ponta dos Mangues faz parte da reserva biológica Santa Isabel, uma área de preservação ambiental. A praia é deserta, perfeita para quem busca tranquilidade e um bom banho de mar.

O nome do lugar se deve a grande presença de manguezais. A reserva biológica tem uma área de preservação ambiental de seis mil hectares – o equivalente a nove mil campos de futebol. Ela foi criada há 25 anos para preservar o ecossistema formado por mangues, lagoas e dunas, que ficam bem perto da praia. A areia desenha cuidadosamente piscinas naturais, rasas e profundas.

As construções de casas e a visitação são controladas pelos órgãos ambientais. Por isso, há poucas opções para hospedagem. As pousadas cobram, em média, R$ 100 a diária para duas pessoas.

Uma sugestão de passeio bem perto da praia é visitar o povoado Junça, para conhecer o trabalho que os artesãos fazem com a palha. As peças são vendidas, em média, por R$ 30.

Andando mais dez minutos você encontra uma vila de pescadores. Ela está instalada em uma ilhota que se formou ao longo dos anos, com a areia trazida pelo rio. Os próprios pescadores são os guias nos passeios pelo mangue que margeia a vila. O passeio para cinco pessoas dura meia hora e custa R$ 60.

Trilha das Dunas – São 14 quilômetros de belas e imensas dunas douradas. No caminho, vegetação típica litorânea e a vista panorâmica da reserva Ecológica de Santa Isabel.

Cachoeira do Roncador – Encravada no meio das dunas, 1 km distante do mar. Chega-se a ela através de uma pequena caminhada por caminhos pouco freqüentados.

Pedra Pré-Histórica – Nas aguilhadas encontramos um marco que, segundo os estudiosos, indica a passagem dos Fenícios há 1.600 anos (a.C.). Na fazenda Arapiraca, onde está a pedra, já foram encontrados ossos de animais pré-históricos.

Mirante – Platô localizado no povoado de Aguilhadas. Vista panorâmica da Serra de Itabaiana, da cidade de Aracaju e do Porto de Sergipe.

Passeio de barco ao Japaratuba e Manguezais – Participe do passeio de barco/jangada pelo estuário do rio Japaratuba e pelos manguezais, regado a muita água de coco e frutas tropicais exóticas da região; e no final do trajeto, saboreie mariscos como siri, aratu e camarões, acompanhados de sua bebida preferida ou deliciosos sucos de frutas. Essa aventura gastronômica e ecológica supera tudo que você pode imaginar.

O mangue representa um ecossistema fundamental ao equilíbrio ecológico e preservação de espécies que nele encontram o habitat para garantir sua sobrevivência, como garças, caranguejos, ostras, guaiamuns e outras espécies não muito conhecidas, que também fazem parte desse ecossistema, que é respeitado pelos moradores do local, mantendo-se ali uma convivência harmoniosa.

Lagoa Redonda

Lagoa Redonda SELagoa localizada a 19 km da sede do município; recebe este nome pelo seu formato. Circunda uma área local de mangue e é circundada por um paredão de areia.

Do alto de suas dunas avista-se o oceano em um extremo e o manguezal em outro.

Há um riacho que nela deságua e passa por uma região de dunas conhecido como “pequeno deserto”; também próxima existe a chamada “Cachoeira” do Roncador, na verdade uma pequena queda d´água. Os paredões de areia nas margens da lagoa servem para a prática do sandboard.

Lagoa do Sangradouro – Grande lagoa, localizada a 22 km da sede municipal, também nas proximidades do povoado Lagoa Redonda.

Na região existem várias aglomerações de dunas, dentre eles o Morro da Lucrécia (em cuja base está a Lagoa encantada) com altura entre 25 metros, onde se pratica o sandboard; bem como lagoas perenes como a Lagoa Azul.

Projeto TAMAR – A reserva foi criada em 1998 com objetivo de preservar e recuperar os ecossistemas costeiros da região. Localiza-se nos municípios de Pirambu e Pacatuba, abrangendo cerca de 45 km de praias.

Projeto TAMAR PirambuA reserva abriga o maior sítio reprodutivo brasileiro da tartaruga oliva, sendo ainda importante área de desova de várias outras espécies de tartarugas (daí a parceria com o Programa Brasileiro de Conservação das Tartarugas Marinhas, o TAMAR), além de ser região de pouso e descanso de aves migratórias e apresentar uma fauna residente diversa.10

A primeira base do Tamar construído no Brasil foi instalada em 1982 em Pirambu, município de Sergipe, com monitoração de 56km de praias de reprodução e alimentação de tartarugas marinhas.

O Centro de Educação Ambiental do TAMAR recebe em média 120 mil visitantes ao ano e muitos estudantes.

A Base possui quatro tanques com tartarugas marinhas em diversas fases de desenvolvimento; sala de palestras e projeção de filmes; antessala com um aquário marinho e seis aquários com peixes de água doce, representantes das espécies do entorno da Reserva; estacionamento e stand de divulgação das atividades culturais desenvolvidas com as comunidades do entorno; demais materiais educativos.

Como Chegar em Pirambu

 No sentido de Aracaju para Maceió pela BR-101, entra no Km 48 no sentido de Japaratuba seguindo então para Pirambu. Outras opções de chegada, ou se preferir pela BR 101 sentido Santo Amaro das Brotas.

Pela ponte Construtor João Alves, que liga Aracaju-Barra dos Coqueiros, a distância é encurtada para 30 Km.

Localização: Situada a 30 km de Aracaju, entre os municípios de Japaratuba e Barra dos Coqueiros no eixo do Litoral Norte.

Guia de Turismo e Viagem de Pirambu em Sergipe

 
Share this page
 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: