Pedro II é uma cidade cheia de história, pedras preciosas e sítios arqueológicos

A cidade de Pedro II no Piauí é um tesouro piauiense localizado na Serra dos Matões e tem uma variada de opções para o turista. Por seus 600 metros acima do nível do mar, possui temperaturas amenas durante o ano todo.

Além disso, a pedra preciosa Opala foi descoberta em Pedro II no ano de 1930. A cidade também é conhecida como a Terra da Opala e “Suíça Piauiense”, por conta do seu clima serrano.

Entrada da cidade de Pedro II no Piauí
Entrada da cidade de Pedro II no Piauí

As cachoeiras, formações rochosas e trilhas são cenários perfeitos para esportes radicais ou para quem só quer passear e desfrutar a natureza.

Na parte urbana, o casario em estilo português revela o ar interiorano e toda a história por trás da colonização, mas elemento indígena também está presente: os mais de 200 sítios arqueológicos são prova viva da presença das comunidades que habitaram essas terras desde milhares de anos atrás.

No subsolo, está a Pedra Opala, gema valiosa que, no mundo, só é encontrada nesta região do Piauí e na Austrália.

Casario antigo na cidade de Pedro II
Casario antigo na cidade de Pedro II

O artesanato em fios de algodão é um traço cultural marcante com sua tapeçaria e redes de qualidade reconhecida nacionalmente.

Para quem gosta de boa música, há o Festival de Inverno, que ocorre desde 2004, anualmente, no feriado de Corpus Christi, unindo todos os potenciais do município – ecoturismo, artesanato, esporte – e a música, com shows de artistas locais, nacionais e internacionais.

Pedro II ainda tem opções para quem gosta de vivenciar as situações do homem do campo com a possibilidade de hospedar-se na casa dos habitantes da zona rural.

Vídeos sobre cidade de Pedro II e Pedra Preciosa Opala

Veja também Opala é uma das mais belas pedras preciosas encontradas no Brasil

PONTOS TURÍSTICOS DA  CIDADE DE PEDRO II 

1. Centro Histórico

O Centro do município tem imóveis seculares com inspiração portuguesa e também casarões que relembram o apogeu econômico da primeira metade do século XX.

Muitos turistas se encantam com as construções que mantêm as características do século XIX. Por toda a cidade são vistos os prédios coloridos, que chamam atenção pela arquitetura tradicional e pela importância histórica que eles representam.

A maior parte dessas edificações pode ser localizada no centro. Muitos deles servem como órgãos públicos do município.

Entre eles, destacam-se:

1.1 Memorial Tertuliano Brandão Filho

Memorial Tertuliano Brandão Filho em Pedro II PI
Memorial Tertuliano Brandão Filho em Pedro II PI

Memorial Tertuliano Brandão Filho guarda um acervo de imagens e documentos da cidade.

1.2 Junta Comercial

O local, que foi usado como centro comercial da cidade nos anos 40, passou um período desativado, sem ser utilizado como prédio público.

Em 2005, a Junta Comercial passou por uma reforma, voltando a funcionar, desta vez como centro de lapidações de Opalas produzidas no município.

1.3 Solar da Estrela Marrom

Solar da Estrela Marrom em Pedro II PI
Solar da Estrela Marrom em Pedro II PI

O coronel Domingos Mourão foi intendente municipal, chefe da coletoria estadual e federal.

Na década de 30 este casarão foi bombardeado por ordem do Governo federal da época. Ainda hoje a decoração da casa é composta de móveis e utensílios da época de sua construção.

1.4 Igreja de Nossa Senhora da Conceição

Igreja de Nossa Senhora da Conceição em Pedro II PI
Igreja de Nossa Senhora da Conceição em Pedro II PI

Igreja de Nossa Senhora da Conceição que substituiu a capela em homenagem à mesma santa trazida por portugueses no século XVIII; o

1.5 Prefeitura Municipal

Neste prédio funcionou a delegacia de polícia, foi sede de um clube, da câmara municipal e desde 1918 é sede do Poder Público Municipal.

No gabinete do prefeito existe um quadro de D. Pedro II datado de 1925, pintado por Irmã de caridade de Teresina.

1.6 Oficina de Artesanato Dona Miriam Mourão Eduardo Pereira

Hoje funciona um colégio, mas já foi residência do Capitão Domingos da Silva Mourão, promotor e político da cidade.

Desde sua morte, em 1893, até hoje, serve como prédio público. Esse casarão foi sede dos Correios nas décadas de 20 e 30 e, desde 1998, é cedido à oficina de artesanato, parceria do SEBRAE com a prefeitura.

2. Artesanato

O artesanato em fios de algodão é uma tradição em Pedro II desde, de pelo menos, o século XIX. Segundo a história oral, tudo começou com as três irmãs Severa, Honorina e Mariana que introduziram os teares de grade na localidade e depois disseminaram as técnicas de confecção de redes, o produto mais conhecido. Hoje em dia são produzidos também, colchas, bolsas, jogos americanos, entre outros objetos.

3. Rota da Opala

Pedra Preciosa Opala
Pedra Preciosa Opala

Também é possível fazer um roteiro que contempla toda a cadeia produtiva da opala, desde as suas minas, sendo que a mais conhecida é a do Boi Morto, uma das maiores do mundo em céu aberto, até as oficinas de lapidação e ourivesaria.

4. Sítios Arqueológicos

Pedro II possui mais de 200 painéis de sítios arqueológicos catalogados, sendo que quatro deles possuem estrutura para receber turistas:

  • Serra do Quinto
  • Buriti Grande dos Aquiles
  • Torre 1
  • Torre 2

As figuras de animais, homens e abstratas são resultado da ocupação humana de anos. É necessária a presença de guia.

Compreendendo a Torre 1 e Torre 2, o Sítio Arqueológico da Torre fica distante a cerca de 8 km da cidade de Pedro II.

O principal acesso até ele se dá pela BR-404 que liga o município de Pedro II ao Poranga, no Ceará.

Em apenas 15 minutos de carro e depois fazer uma caminhada por uma pequena e fácil trilha você já consegue chegar nas muitas inscrições rupestres. 

Como é o sítio arqueológico de Pedro II

O sítio arqueológico da Torre contém painéis de inscrições rupestres que nos mostram a presença de civilizações primitivas que habitaram a região.

A Torre 1, conta com 3 painéis, onde há a maior concentração de figuras. As inscrições mais antigas são de 12 mil anos.  

Sítios Arqueológicos de Pedro II - Iinscrições rupestres no sítio arqueológico da torre
Sítios Arqueológicos de Pedro II – Iinscrições rupestres no sítio arqueológico da torre

Nesses espaços você aprecia como se dava a ocupação de nossos antepassados. Em alguns, representada por meio de grafismos mais abstratos, isto é, pinturas que não dizem respeito a imagens nem de animais, nem humana e nem da natureza.

Em outros já podemos verificar pinturas com figuras humanas e de animais.

As pinturas variam de tamanho, que vão desde pequenas até maiores, todas com tonalidades avermelhadas.

No painel 3 é onde estão as pinturas com maior tamanho. Tudo isso você observa por meio de certa estrutura que contém uma passarela de onde você chega perto dos vestígios, tira foto, contempla.

Além de toda essa riqueza histórica, ao visitar o sítio arqueológico da Torre você é ainda agraciado com um rico bioma com área de cerrado e espécies dessa vegetação e também da caatinga, tanto com animais e plantas pertencentes a esses biomas.

Raposas, répteis, anfíbios e aves do cerrado e caatinga é possível encontrar por lá.  

5. Museu da Roça

Museu particular que está situado a cerca de 10 quilômetros da sede do município.

 Museu da Roça em Pedro II no Piauí - Peças de couro, máquinas de escrever e móveis estão entre o acervo.
Museu da Roça em Pedro II no Piauí – Peças de couro, máquinas de escrever e móveis estão entre o acervo.

Ocupa um casarão do século XIX e tem um acervo eclético que mostra a evolução social e os primórdios da mineração da cidade. Também possui um restaurante com piscina e redário.

Localizado na Zona Rural, o local é parada obrigatória para quem visita a cidade. Com um acervo de mais de duas mil peças, entre louças, peças artesanais e utensílios agrários, o Museu da Roça atrai milhares de turistas todos os anos.

O lugar reúne de tudo um pouco: máquinas de escrever, móveis, imagens de santos, livros, discos, peças de couro, louças, cédulas, baús e tudo mais que possa manter viva a memória da cidade, segundo dona Anitalice Galvão, idealizadora do espaço.

Abre aos sábados, domingos e feriados.

6. Sítio Buritizinho

É uma propriedade particular que funciona nas épocas de festivais e festejos da cidade.

No local existe um engenho e uma Casa de Farinha onde é possível acompanhar e interagir com os processos de feitura de produtos a partir da cana (caldo, rapadura) e da mandioca (farinha, goma, tapioca).

7. Turismo Rural

Famílias da zona rural também recebem turistas que querem vivenciar as experiências do campo como plantar, colher e cuidar de animais.

8. Capela da Marialves

Uma menina que morreu de fome e de sede é considerada santa por muitas pessoas.

Diz-se que há muitos anos, uma família saiu do Ceará fugindo da seca e foi perdendo seus membros no caminho, restando apenas a garota Maria Alves, de 14 anos, que morreu à sombra de uma árvore em Pedro II.

Desde então, a garota possui vários devotos que ergueram uma capela em sua homenagem.

9. Ecoturismo e esportes

Pedro II tem várias trilhas e estradas vicinais que são usadas para esportes como ralis, enduros e competições de corrida em meio à vegetação de cerrado, caatinga e mata atlântica. Há ainda diversas cachoeiras que, além do banho, são utilizadas para práticas como o rapel.

Cachoeira do Salto Liso em Pedro II PI
Cachoeira do Salto Liso em Pedro II PI

Entre elas, se destacam a Cachoeira do Salto Liso, com 26 metros de altura e com água fria – visitável de fevereiro a julho; e a Cachoeira do Urubu Rei, com difícil acesso e cascata de 76 metros.

Cachoeira do Urubu Rei em Pedro II PI
Cachoeira do Urubu Rei em Pedro II PI

10. Mirante do Gritador

É um ponto de contemplação situado a uma altitude de 729 metros do nível médio do mar e que oferece uma visão magnífica dos vales, divididos entre Pedro II e os municípios de Piracuruca, São João da Fronteira e Domingos Mourão.

Vista do alto do Mirante do Gritador em Pedro II
Vista do alto do Mirante do Gritador em Pedro II

Um dos pontos mais visitados da cidade, o mirante instalado no Morro do Gritador oferece uma vista incrível para quem chega.

O nome curioso, segundo moradores, surgiu porque há muito tempo os habitantes de povoados do alto do morro só tinham uma forma de se comunicar com quem morava na parte de baixo: gritando.

Vista do alto do Mirante do Gritador em Pedro II
Vista do alto do Mirante do Gritador em Pedro II

Fica a 14 quilômetros ao Norte da sede do município com acesso por estrada pavimentada e possui infraestrutura para recepção de turistas em períodos de festivais e festas na cidade.

Como chegar

A distância de Teresina a Pedro II é 207 quilômetros.

Saindo de Teresina, pela BR 343 seguindo até o posto da Polícia Rodoviária Federal da cidade de Piripiri, dobra-se à direita e segue pela BR 404 por cerca de 50 quilômetros até o portal de entrada. Também é possível vir do Ceará, por Crateús, pela mesma BR 404.

Guia de Turismo do Nordeste

Hide picture