Home / Nordeste Guia Turismo / Pernambuco / Recife / Capela Dourada em Recife PE

 

Capela Dourada em Recife PE

Capela Dourada em Recife, também conhecida como Capela dos Noviços, é uma capela em estilo barroco-rococó da Ordem Terceira de São Francisco de Chagas, irmandade fundada em Recife no século XVI.

Os Irmãos Terceiros eram geralmente comerciantes de grandes posses, principalmente portugueses, conhecidos pejorativamente como mascates.

A capela, símbolo de opulência e poderio, foi construída pelo irmão terceiro Antônio Fernandes de Matos, rico mestre-pedreiro português, durante o apogeu pernambucano.

Naquela época a capitania era controlada pelos senhores de engenho, nobres e ricas irmandades.

A capela faz parte do vizinho complexo de edifícios do Convento e Igreja de Santo Antônio, outro monumento valioso da cidade, separados por uma grade de ferro. Aqui no blog tem um post inteirinho sobre o convento e a igreja.

Veja o vídeo “Capela Dourada”

 

A Capela Dourada ou Capela Ordem Terceira de São Francisco do Recife faz parte do Recife Sagrado, também chamada Capela dos Noviços, pertencente à Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Recife, teve o lançamento da sua primeira pedra no dia 13 de maio de 1696, pelo Capitão General Caetano de Melo Castro.

Móveis em Jacarandá

Foi encarregado da sua construção o mestre pedreiro (português) o Capitão Antonio Fernandes de Matos, e tal foi o fervor com que se trabalhou nas obras que, apenas com as jóias (dadas como esmolas) das Mesas Diretoras e também esmolas dos irmãos terceiros, se conseguiu a sua abertura ao público no dia 15 de Setembro de 1697, tendo-se despendido com a sua construção, até aquela data a importância de 1.365$010 ( Hum Mil Trezentos e sessenta e cinco Contos e Dez Réis).

“No dia 15 de setembro do ano de 1697, dezesseis meses depois de começada, foi aberta com toda solenidade pelo Revmo. Padre Comissário Visitador Frei Jerônimo da Ressurreição, logo em seguida, celebrou no altar-mor o Santo Sacrifício da missa.”

Imagem São Cosme e São Damião na Capela Dourada

Imagem São Cosme e São Damião

Ela ficou completamente terminada.

Até 1724, ininterruptamente trabalha-se na igreja. 

E assim, pouco a pouco, cada ano novas obras eram compreendidas e somente depois de 1724 podemos considerar como concluídos todos os trabalhos da igreja. 

Ela é toda entalhada em madeira (cedro), em estilo barroco, recoberta em gesso e lâmina de ouro.

A Capela Dourada, da Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Recife, monumental pelo seu ouro, numa afirmação do barroco nasceu daquele agitado fim artístico do século XVII de Luiz XV em França e de D. João V em Portugal, justamente com o apogeu financeiro de Pernambuco: senhores de engenho, abastardos, fidalgos, ricaços, irmandades riquíssimas, foram os dias dos móveis torneados, dos jacarandás trabalhados, dos cedros burilados e dourados depois. Riquíssima em ouro vê ali o barroco pela estonteante decoração anterior.

Interior da Capela Dourada crucifixo

O altar mor e as capelas, altares laterais são monumentos em obras de talha. Tudo era opulência, tudo era grandeza. A Capela Dourada reflete bem esse ambiente faustoso.

Pinturas da Capela Dourada

Pinturas no interior da Capela Dourada

As Pinturas da Capela Dourada da Ordem Terceira de São Francisco do Recife, são de uma riqueza incrível, sem dúvida uma das derradeiras e mais vibrantes expressões de arte religiosa existente em Pernambuco.

As telas, os seus riquíssimos painéis, lutando embora contra a surpresa dos anos e do descaso dos homens, através de séculos, atestam ainda, nos dias presentes, gloriosa revelação de artistas do passado. Infelizmente não sabemos os nomes dos autores dessas obras.

Painéis da Capela Dourada

Painéis na Capela Dourada

“Dois longos painéis, nas paredes laterais mostram os mártires franciscanos.”

Os frades missionários corriam caminhos da Europa e dos outros continentes. Um dia, cinco frades passaram por Coimbra, rumo a Marrocos, na África, onde iam levar o evangelho aos muçulmanos.

Chegados a Marrocos, pregaram aos pagãos, mas foram aprisionados pelo Rei e condenados à morte por degolação. Fato que se deu no dia 16 de janeiro de 1220.

Painéis na Capela Dourada

Os restos mortais dos mártires foram transportados à Europa e na passagem por Coimbra, foram colocados na Igreja do Mosteiro de Santa Cruz. (Extraído do livro “Francisco mostrou o caminho”, pg. 38 de Frei Hugo Baggio, OFM).

Esses dois retábulos foram trabalhos executados entre os anos de 1707 a 1710. Os douramentos dos painéis foram terminados entre 1699 a 1700 uns, e 1715 a 1717 outros.

Azulejos da Capela Dourada

Azulejos na Capela Dourada

Os painéis de azuleijos que ornam a capela dourada, todos eles mais ou menos do tipo dos azulejos existentes em várias igrejas franciscanas do Brasil, foram comprados no ano de 1704.

São figuras simples de motivos profanos.

Obras de Talhas da Capela Dourada

Obras de Talha na Capela Dourada em Recife PE

Obras de Talhas vivem na toréutica de nossas igrejas a arte e a civilização das gerações passadas.

Estudo difícil este, conhecemos poucos técnicos nessa especialidade embora nos avistemos, cada dia que passa, com multidão de conhecedores e entendidos…

Grade do Grande Arco 

Entre a Capela Dourada e a Igreja do Convento de Santo Antônio do Recife, deparamo-nos, hoje, com enorme grade de ferro.

Grade do Grande Arco na Capela Dourada

Não fora sempre assim, a primitiva grade era toda trabalhada, feita em 1968 pelo irmão franciscano Luiz Machado.

Imagens na Capela Dourada

Todas as imagens existentes na Capela Dourada, vieram de Portugal, exceto Nossa Senhora, Padroeira dos Noviços, que no ano de 1866 a 1867, foi esculpida em madeira (cedro) pelo mestre santeiro pernambucano, Manuel da Silva Amorim, o mesmo que fez em 1846 a imagem do Senhor Bom Jesus dos Passos, que sai em procissão todos os anos na época quaresmal.

Imagens na Capela Dourada

As imagens São Cosme e São Damião vieram de Lisboa – Portugal no ano de 1742.

A Capela Dourada, que é tombada desde 30 de novembro de 1937, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Geográfico Artístico Nacional (IPHAN), é hoje, considerada um Monumento Nacional.

Imagem Senhor Morto – Capela Dourada

Nela desde muitos anos deixou de serem celebrados casamentos e outros atos litúrgicos, sendo, portanto hoje considerado um Museu.

Turistas de vários países e de todos os Estados brasileiros visitam diariamente a Capela Dourada, como também alunos de vários Colégios e Universidades assistem aulas ministradas por professores, como por exemplo, de Arquitetura e de Arte barroca. A média anual de visitação é de vinte mil pessoas.

Guia de Turismo e Viagem de Pernambuco, Recife, Bahia, Salvador e Nordeste

 
 

Deixe uma resposta

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: