Home / Nordeste Guia Turismo / Ceará / Fortaleza / Fortaleza é intitulada de “terra do sol”, do vento, das jangadas e das praias infinitas

 

Fortaleza no CearáFortaleza é a quinta maior cidade do país, a ensolarada Fortaleza espalha-se por uma extensão de ruas retas e paralelas até o litoral de águas esverdeadas.

Fortaleza, gentilmente intitulada de “terra do sol”, do vento, das jangadas e das praias infinitas, reúne mais de 7 milhões de habitantes e abriga a maior usina de humoristas do Brasil.

Deve ser por isso que tem tanta gente rindo nas orlas e no Mercado Municipal dessa cidade solar por natureza.

A capital fortalezense é o berço de imponentes nomes da literatura, como José de Alencar, que reinventou o Brasil, através de seus personagens selvagens e sertanejos.

Além de muitos talentos, lindas praias de águas límpidas e sol o ano inteiro, Fortaleza ostenta o agito noturno, um centro cultural que valoriza a arte nordestina, restaurantes premiados, hotéis de primeira e uma população simpaticíssima.

Eis os principais ingredientes de uma das capitais mais vibrantes do Brasil.

Mapa de Turismo do Ceará

Mapa de Turismo do Ceará

A cozinha cearense impressiona pela simplicidade; um dos pratos mais populares e típicos da região, o baião-de-dois é feito basicamente com arroz e feijão.

A rapadura e a cachaça, retiradas da cana-de-açúcar são muito apreciadas na região. Ainda há a tapioca, recheada nas versões doce ou salgada.

As saborosas frutas tropicais como caju, mamão, goiaba e maracujá rendem famosíssimos doces e sorvetes.

Vídeos sobre os Pontos Turísticos de Fortaleza CE

Fortaleza é intitulada de “terra do sol”, do vento, das jangadas e das praias infinitas

Já a diversidade de produtos artesanais mostra o quanto a cidade é rica. Destaque aos inúmeros artefatos, entre eles, redes de dormir, bolsas, roupas de banho e sapatos em couro, feitos à mão.

Os produtos alimentícios também têm forte presença. Lagostas, castanhas de caju e cajuína estão à disposição dos turistas. Com tantos atrativos, fica impossível não experimentar uma viagem que resgata um pouco de cada detalhe de Fortaleza.

As praias urbanas de Iracema , Meireles e Mucuripe, unidas pela moderna e movimentada avenida Beira-Mar, emendam-se ao centro, onde ainda se vêem alguns casarões do século XIX preservados.

Além deles, pouco se guardou de sua história, que remonta ao século XVII, quando invasores holandeses construíram às margens do rio Pajeú o Forte de Schoonenborch, mais tarde tomado pelos portugueses e rebatizado de Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção.

A edificação sobreviveu, transformada em sede da Décima Região Militar.

O patrimônio arquitetônico é pequeno, mas não faltam atrativos à capital do Ceará: além da bela paisagem praiana, há modernos espaços voltados para a arte e a cultura , centros de compras do belo artesanato regional e uma rica culinária que mistura elementos da costa com os do sertão.

Famosa por sua agitada vida noturna, Fortaleza fica especialmente animada no mês de julho, quando acontece o Fortal, seu Carnaval fora de época.

Pontos Turísticos de Fortaleza CE

Mapa das praias de Fortaleza no Ceará

Mapa das praias de Fortaleza no Ceará

BAIRROS DA ORLA DE FORTALEZA

PRAIA DE IRACEMA

Praia Iracema - Fortaleza

Praia Iracema – Fortaleza

A praia de Iracema em Fortaleza e o bairro mais famosos de Fortaleza ostentam o nome da personagem-título de uma das principais obras do escritor cearense José de Alencar (1829-77) .

O mar na praia de Iracema é impróprio para banho, mas o calçadão está sempre cheio de pessoas caminhando e correndo nas imediações da estátua da índia tabajara Iracema; também há imagens da famosa “virgem de lábios de mel”, figura emblemática da cidade, na praia de Mucuripe, no Palácio do Governo e na lagoa de Messejana.

Esse trecho da avenida Beira-Mar fica ainda mais movimentado durante o pôr-do-sol, que pode ser admirado de mirantes na ponte metálica, de 1906, e na vizinha ponte dos Ingleses, de 1923, plataformas que avançam mar adentro e fazem lembrar o tempo em que o porto de Mucuripe não existia e os navios ancoravam longe da orla.

A vida cultural na praia de Iracema desenrola-se nos prédios históricos, em especial nos da rua dos Tabajaras. Entre os bares e restaurantes nela instalados destaca-se o Bar do Pirata, que ganhou fama pelo animado forró que promove às segundas-feiras.

PRAIA MEIRELES E MUCURIPE

Praia do Meireles - Fortaleza

Praia do Meireles

Embora sejam vizinhas, as duas praias Meireles e Mucuripe possuem perfis distintos.

Praia do Mucuripe - Fortaleza

Praia do Mucuripe

Em Meireles, bairro de hotéis fanliliares e edifícios residenciais luxuosos, tem lugar a mais tradicional feira de artesanato de Fortaleza, com cerca de seiscentas barracas montadas diariamente, a partir das 18 horas, em frente ao Clube Náutico Atlético Cearense.

Reduto da comunidade caiçara em pleno centro urbano, em Mucuripe o programa do fim de tarde é saborear petiscos em uma das trinta barracas do Mercado de Peixe.

A movimentação no bairro começa logo cedo, às 6 horas, quando as jangadas dos pescadores voltam do mar trazendo pescados frescos.

Mucuripe e Titanzinho, a praia seguinte, são as preferidas dos surfistas.

PRAIA DO FUTURO

Praia do Futuro - Fortaleza

Praia do Futuro – Fortaleza

Oito dos 25 quilometros do litoral urbano são ocupados pela mais bela e limpa das praias de Fortaleza.

Ao longo de seu calçadão alinham-se barracas que oferecem duchas de água doce, cadeiras e guarda-sóis na areia, além de drinques e refeições.

A partir das 16 horas na praia do Futuro, em especial às terças e quintas-feiras e nos finais de semana, há shows de música e de humor – vale lembrar que o Ceará é berço de alguns dos maiores comediantes brasileiros, como Renato Aragão, Chico AIúsio e Tom Cavalcanti.

CENTRO DE FORTALEZA

Mapa Turístico de Fortaleza no Ceará

Mapa Turístico de Fortaleza no Ceará

A PÉ PELO CENTRO HISTÓRICO

Um passeio pelo centro histórico de Fortaleza pode ter como ponto de partida o Museu do Ceará, próximo à praia de Iracema, considerado por alguns o mais importante da cidade.

A vizinha praça General Tibúrcio Cavalcante, ou praça dos Leões – por causa dos animais de bronze em tamanho natural que a adornam -, existe desde 1914; há em seu entorno dois imponentes prédios do século XVIII: a igreja de Nossa Senhora do Rosário, de 1755, restaurada pelo governo do estado, e o Palácio da Luz, que já foi sede do governo e hoje abriga a Academia Cearense de Letras.

Na seqüência fica a praça do Ferreira, coração do centro.

MUSEU DO CEARÁ

MUSEU DO CEARÁ - FORTALEZA

O prédio que hoje abriga o Museu do Ceará teve sua construção iniciada em 1855 e concluída em 1871. Foi idealizado para ser a Assembléia Provincial do Ceará, em pleno Brasil-Império.

Diversos engenheiros sucederam-se na direção das suas obras, que terminaram com Adolpho Herbster, também contratado pelo Governo da Província do Ceará para dirigir as reformas urbanas na capital, Fortaleza, no decurso da segunda metade do século XIX.

Em dez salas, reúne cerca de 7 mil peças. Seu acervo inclui pertences do padre Cícero e textos originais do poeta popular Patativa do Assaré ( 1909-2002), na mostra O mote do cordel.

A geografia do estado é apresentada no salão Ceará, Serra e Mar, enquanto o es paço Escravidão e Abolicionismo destrinça o episódio de libertação dos escravos, em 1884, quatro anos antes da Lei Áurea. Rua S. Paulo, 51, Centro.

PRAÇA DO FERREIRA

PRAÇA DO FERREIRA - FORTALEZAFundada em 1825 , a principal praça da cidade está rodeada de prédios ricos em história. Com estilo que mescla elementos neoclássicos e art déco, o Cine São Luiz, concluído em 1958 depois de vinte anos de obras, tem bela escadaria de mármore de Carrara e três lustres tchecos de cristal.

Também se destacam a Farmácia Osvaldo Cruz, que funciona desde 1932 em um prédio de 1890, e o Palacete Ceará, de 1914, sede do lendário Club Iracema, antigo ponto de encontro da alta sociedade.

Fotos desses fortalezenses com trajes de gala no início do século XX decoram a Pastelaria Leão do Sul, destino clássico daqueles que querem saborear – em pé, como manda o figurino – um pastel de massa fina acompanhado de caldo de cana.

THEATRO JOSÉ DE ALENCAR

THEATRO JOSÉ DE ALENCAR - FORTALEZAO mais importante marco arquitetônico da capital é este edifício construído entre 1908 e 1910, com uma estrutura metálica importada da Escócia, elementos ecléticos e vitrais art noveau. Seu jardim lateral foi projetado pelo paisagista Burle Marx.

O palco, móvel, se desloca para a frente, para cima e para baixo.

Cada camarote recebeu o nome de uma obra de José de Alencar, homenageado também por uma pintura do artista cearense João Vicente no arco do palco. Tombado como patrimônio histórico em 1964, oferece visitas monitoradas em inglês e em espanhol. Praҫa José de Alencar, s/n, Centro.

CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA

CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA - FORTALEZAInaugurado em 1998 e instalado em um prédio moderno e chamativo perto da orla , o maior centro cultural de Fortaleza mantém uma programação de arte e de entretenimento para todos os gostos.

Em seus 30 mil metros quadrados há cinemas de arte, teatro, planetário, biblioteca pública e espaços para exposições com mostras temporárias e permanentes.

No Memorial da Cultura Cearense é possível conhecer objetos e imagens do cotidiano dos moradores do sertão do Cariri e dos vaqueiros do estado.

Já o Museu de Arte Contemporânea do Ceará ressalta, entre criações experimentais de artistas contemporâneos brasileiros e de estrangeiros, a obra do cearense José Leonilson Bezerra Dias, o Leonilson (1957-93).

O passeio pode ser complementado com paradas no café, nas lojas de artesanato ou na livraria.

Em tempo: “Dragão do Mar” era o apelido de Francisco José do Nascimento (1839-1914), um jangadeiro da cidade vizinha de Aracati que em 1881 se recusou a transportar esc ravos no litoral do Ceará e se transformou em ícone da luta abolicionista. Rua Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema.

MERCADOS PÚBLICOS EM FORTALEZA

Dois grandes mercados públicos do centro de Fortaleza podem agradar aos interessados em uma imersão na cultura local. As 559 lojas do Mercado Central, recém-reformado, vendem comidas típicas e artigos regionais (av. Alberto Nepomuceno, 199, Centro).

O Mercado São Sebastião, sem nenhuma pretensão turística e frequentado por cerca de 2 mil compradores por dia , mistura peixes e utensílios domésticos com as coloridas barracas de frutas nordestinas, onde se podem experimentar o sapoti, a pitomba e a cajarana (rua Clarindo de Queirós, 1745, Centro).

CENTRO DE TURISMO DO CEARÁ

Um pouco da imensa cultura cearense em um único lugar: é o Centro de Turismo do Ceará. Lugar ideal para fazer comprar e conhecer mais sobre cultura local, sobretudo para levar algum amigo ou conhecido que esteja visitando a cidade.

O ambiente é repleto de artesanatos regionais, iguarias típicas, camisetas e enfeitinhos para lembranças, toalhas bordadas de todos os tipos. Também tem artesãos fabricando as famosas garrafinhas de areia coloridas. Ao todo, são mais de 100 lojinhas e dois museus: o de Mineirais e o da Arte e Cultura Popular.

No passado, o prédio que hoje abriga o Centro de Turismo funcionou a Cadeia Pública de Fortaleza. Rua Senador Pompeu, 350, Centro, Fortaleza.

FORA DO CIRCUITO

CASA JOSÉ DE ALENCAR

CASA JOSÉ DE ALENCAR - FORTALEZAUm pedaço da casa do século XIX onde nasceu e viveu o escritor foi preservado, com alguma mobília da época, no distante sítio Alagadiço Novo.

Localizado em uma bela área verde que abriga ruínas de um engenho, o espaço vale a visita, embora pudesse estar mais bem cuidado e ser aproveitado como museu.

Guias monitoram os visitantes no período da manhã. Av. Washington Soares, 6055, Alagadiço Novo.

GALERIAS DE ARTE

As melhores exposições de arte para venda em Fortaleza realizam-se em duas casas. A Multiarte, do marchand Max Perlingeiro – diretor das galerias Pinakotheke de São Paulo e Rio de Janeiro – ,já exibiu peças de artistas como Cândido Portinari e Di Cavalcanti, sempre reproduzidas em catálogos completos (rua Barbosa de Freitas, 1727, Aldeola).

No Centro Cultural Oboé, idealizado pelo colecionador Newton Freitas, há apresentações de música e teatro, além de lançamentos literários; o mesmo espaço já apresentou obras de Aldemir Martins, Tarsila do Amaral e Tomie Ohtake (rua Maria Tomásia, 531, Aldeota).

ROTA DA TAPIOCA

Iguaria apreciada em todo o Nordeste, a tapioca de Fortaleza ganhou até uma praça de alimentação exclusiva. Trata-se do Centro das Tapioqueiras, uma série de 26 boxes geminados com mesas ao ar livre e estacionamento próprio no caminho de quem segue para as praias do leste pela vicinal CE-040 (na altura do km 10), via Messejana.

O cardápio inclui, além da tapioca tradicional acompanhada de café fi-esquinho, recheios de frango, carne-de-sol, camarão, banana e chocolate (av. Washington Soares, 10215, Messejana).

Na beira da mesma estrada, na altura da rua Barão de Aquiraz, ficam os tapioqueiros que resistiram a se incorporar ao centro e recebem seus fregueses no alpendre das próprias casas.

MUSEU DA CACHAÇA

A história da produção da pinga cearense pode ser conhecida em um museu localizado 25 quilometros a sudoeste de Fortaleza, já no município de Maranguape.

Com sede no casarão de 1846 da Fazenda Ypióca, o Museu da Cachaça está instalado em uma fabrica desativada onde estão expostos maquinário, fotos, garrafas, antigos moedores de cana e tonéis imensos.

No fim do passeio monitorado há uma loja de suvenires e um bar para degustação. Fazenda Ypióca, s/n, Ypióca.

LOJAS DE ARTESANATO

O rico e variado artesanato do Ceará pode ser conhecido em diversos bairros da cidade. Além da popular feirinha noturna na orla do Meireles, o Centro de Turismo da região central oferece produtos regionais em 99 lojas.

Artefatos em tecido, madeira e couro, além de iguarias, como rapadura, doces e cachaças, estão disponíveis em um prédio de 1850 no qual funcionou uma cadeia pública até 1970. O prédio abriga ainda os modestos Museu de Arte e Cultura Popular e Museu dos Minerais (rua Sen. Pompeu, 350, Centro).

Mais interessantes são as quatro unidades do Centro de Artesanato do Ceará (Ceart), que recebe incentivo do governo. Nelas se encontram vários tipos de trabalhos manuais, como redes, cerâmicas, trançados em palha e cipó e rendas de labirinto, um bordado de origem árabe feito demoradamente (Aeroporto Pinto Martins; Shopping Iguatemi; Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura; av. Santos Dumont, 1589, Aldeota).

PASSEIOS DE BUGGY E DE CARRO 4X4

Na orla da praia do Meireles, perto do Clube Náutico, os bugueiros oferecem passeios de um dia para as praias fora do município, como Morro Branco e Canoa Quebrada, seguindo por longos trechos pela areia.

Também é possível marcar viagens mais longas: a Jericoacoara, por exemplo, chega-se em dois dias; Natal, no Rio Grande Norte, é alcançada no quarto dia. No carro, nesses casos, cabem só dois passageiros com bagagem, e os visitantes são buscados nos hotéis.

As jornadas com mais de 300 quilometros também podem ser feitas em confortáveis veículos com tração nas quatro rodas, que levam seis passageiros, com direito a ar-condicionado e pernoite em bons hotéis. O destino pode ser Jericoacoara, Guaramiranga, Natal, Lençóis Maranhenses e São Luís do Maranhão.

Guia de Viagem e Turismo de Fortaleza no Ceará

 
Share this page
 

One Comment

  1. Pingback: Icapuí no Ceará é conhecida como a terra da lagosta - vídeo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto:
Play All Replay Playlist Replay Track Shuffle Playlist Hide picture